ANAEROBIC EFFLUENT DISINFECTED WITH OZONE/HYDROGEN PEROXIDE

  • Gustavo Henrique Ribeiro da Silva Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"
  • Luiz Antonio Daniel Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos - USP.
  • Ronan Cleber Contrera Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental (PHD), Escola Politécnica (EP) - USP
  • Harry Bruning Wageningen University

Resumo

ABSTRACT This research aimed at studying the oxidation process, to verify the effectiveness of coliform inactivation and to evaluate the formation of ozonation disinfection byproducts (DBP) in anoxic sanitary wastewater treated with ozone/hydrogen peroxide applied at doses of 2.6 mg O3 L-1 and 2.0 mg H2O2 L-1 with contact time of 10 min and 8.1 mg O3 L-1 and 8.0 mg H2O2 L-1 with contact time of 20 min. The mean chemical oxygen demand (COD) reductions were 7.50 and 9.40% for applied dosages of 2.5 - 2.8 and 6.4 - 9.4 mg O3 L-1 + 2.0 and 8.0 mg H2O2.L-1, respectively. The Escherichia coli (E. coli) inactivation range was 2.98 - 4.04 log10 and the total coliform inactivation range was 2.77 - 4.01 log10. The aldehydes investigated were formaldehyde, acetaldehyde, glyoxal and methylglyoxal. It was observed only the formation of acetaldehyde that ranged 5.53 to 29.68 µg L-1. Keywords: Ozone, hydrogen peroxide, disinfection, byproducts, sanitary wastewater, anaerobic effluent. EFLUENTE ANAERÓBIO DESINFETADO COM OZÔNIO/PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO RESUMO Esta pesquisa visou estudar o processo de oxidação, verificar a eficácia da inativação de coliformes e avaliar a formação de subprodutos da ozonização em efluente sanitário anóxico tratado com ozônio/peróxido de hidrogênio aplicado em doses de 2.6 mg O3 L-1 e 2.0 mg H2O2 L-1 com tempo de contato de 10 min e 8,1 mg O3 L-1 e 8,0 mg H2O2 L-1 com tempo de contato de 20 min. As reduções médias da demanda química de oxigênio (DQO) foram 7,50 e 9,40% para dosagens aplicadas de 2,5 - 2,8 e 6,4 - 9,4 mg O3 L-1 + 2,0 e 8,0 mg.H2O2.L-1, respectivamente. O intervalo de inativação de Escherichia coli (E. coli) foi 2,98 - 4,04 log10 e o intervalo de inativação de coliformes totais foi 2,77 - 4,01 log10. Os aldeídos investigados foram o formaldeído, acetaldeído, glioxal e metilglioxal. Foi observada apenas a formação de acetaldeído que variou de 5,53 até 29,68 µg L-1. Palavras-Chaves: Ozônio, peróxido de hidrogênio, desinfecção, subprodutos, esgoto sanitárior, efluente anaeróbio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Henrique Ribeiro da Silva, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"
Professor Assistente Doutor do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharia de Bauru, UNESP
Luiz Antonio Daniel, Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos - USP.
Professor Doutor do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos - USP.
Ronan Cleber Contrera, Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental (PHD), Escola Politécnica (EP) - USP
Professor Assistente Doutor do Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental (PHD), Escola Politécnica (EP) - USP
Harry Bruning, Wageningen University
Professor Doutor do Sub-Department of Environmental Technology - Wageningen University
Publicado
2012-08-01
Seção
Engenharia Civil