Aspectos da construção histórica da identidade da educação de jovens e adultos no Brasil e em Portugal: enfoque na agenda política e suas práticas discursivas

Main Article Content

Maria Margarida Machado
Rosanna Barros

Resumo

Esse artigo resulta das reflexões acerca da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil e em Portugal, produzidas desde o ponto de vista da história e historiografia da educação. Identificamos que a identidade da EJA a nível acadêmico tem sido problemática, por um lado, devido à acentuada interdisciplinaridade do seu corpo teórico; e por outro lado, derivado também ao seu cariz fortemente direcionado para a prática e para a intervenção social, que implica um nível de atuação, participação e ingerência que não se ajusta ao tipo ideal de performance acadêmica. É neste sentido que a institucionalização acadêmica da área da EJA não representou a sua demarcação de facto enquanto disciplina autônoma, com uma identidade teórica específica, resultante de uma produção de conhecimento própria, mas constituiu, na essência, um ramo de aplicação disciplinar no âmbito geral da investigação educacional realizada. No entanto, há, uma identidade global na área da EJA que resulta da inter-relação do conjunto das suas três dimensões constituintes principais em necessária, contraditória e processual relação: o campo de práticas educativas; o campo de práticas de investigação; e o campo de práticas discursivas. Neste artigo focamo-nos, exclusivamente, no campo de práticas discursivas inerente à agenda política, e portanto, à ação do Estado a partir do advento da democracia quer no Brasil quer em Portugal.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Machado, M. M., & Barros, R. (2020). Aspectos da construção histórica da identidade da educação de jovens e adultos no Brasil e em Portugal: enfoque na agenda política e suas práticas discursivas. Cadernos De História Da Educação, 19(1), 91-109. https://doi.org/10.14393/che-v19n1-2020-8
Seção
Dossiê: História e memória da EJA nas universidades brasileiras e portuguesas
Biografia do Autor

Maria Margarida Machado, Universidade Federal de Goiás - IFG - Goiás - Brasil

https://orcid.org/0000-0002-5036-4334
http://lattes.cnpq.br/3133555536143694
mmm2404@gmail.com

Rosanna Barros, Universidade do Algarve (Portugal)

http://orcid.org/0000-0002-3882-1539
rosanna@net.sapo.pt

Referências

ANEFA. Plano de Atividades 2001. Lisboa: ANEFA, 2001.

ANQ. Linhas orientadoras para o futuro da iniciativa novas oportunidades. Lisboa: Agência Nacional para a Qualificação, 2011.

ARROYO, Miguel. Balanço da EJA: o que mudou nos modos de vida dos jovens-adultos populares? REVEJ@ - Revista de Educação de Jovens e Adultos, v. 1, n. 0, p. 1-108, ago. 2007.

ARROYO, Miguel. Educação de Jovens e Adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria A.; GOMES, Nilma L. Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte/MG, Autêntica, 2005, p. 19- 50.

BARBOSA, Fátima. A Educação de Adultos – Uma Visão Crítica. Porto: Estratégias Criativas, 2004.

BARROS, Rosanna. The Role of Transnational Bodies in Lifelong Learning and the Politics of Measurement - The global promise and national pitfalls of outcomes-based assessment into Recognition of Prior Learning System in Portugal. In: FERGAL FINNEGAN; Bernie GRUMMELL (Eds). Power and Possibility: Adult Education in a Diverse and Complex World. Rotterdam: Sense Publishers, 2019. https://doi.org/10.1163/9789004413320_005

BARROS, Rosanna. A ‘Nova Política de Educação e Formação de Adultos’ em Portugal: Crítica à Governação Neoliberal do Setor em Contexto de Europeização. Ensaio – Avaliação e Políticas Públicas em Educação, vol. 26, nº. 100, 573-594, 2018. https://doi.org/10.1590/s0104-40362018002601050

BARROS, Rosanna. Diversificação, Massificação e Esvaziamento da Oferta de Educação e Formação de Adultos (EFA) em Portugal: Algumas Reflexões e Inquietações, Revista Portuguesa de Pedagogia, 50 - 1, 13-36, 2016a. https://doi.org/10.14195/1647-8614_50-1_1

BARROS, Rosanna. The Portuguese case of RPL new practices and new adult educators: Some tensions and ambivalences in the framework of new public policies. In P. Andersson, A. FEJES; F. SANDBERG (Eds), Researching recognition of prior learning around the globe. London: Routledge, 2016b. https://doi.org/10.1080/02601370.2013.778071

BARROS, Rosanna. A Conceção e Implementação da Nova Política de Educação e Formação de Adultos em Portugal: sinopse histórica de uma viragem na agenda política nacional (1996-1999). In Natália ALVES, Sónia Maria RUMMERT e Marcelo MARQUES (Org.). Educação e Formação de Jovens e Adultos em Portugal e no Brasil: Políticas, Práticas e Atores (pp. 13-29). Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014a.

BARROS, Rosanna. The Portuguese recognition of prior learning (RPL) policy agenda: Examining a volatile panacea by means of ethno-phenomenological interpretations. Encyclopaideia, Journal of Phenomenology and Education, XVIII(40), 53-68, 2014b.

BARROS, Rosanna. As políticas educativas para o sector da educação de adultos em Portugal: As novas instituições e processos educativos emergentes entre 1996-2006. Lisboa: Chiado Editora, 2013. https://doi.org/10.12957/e-mosaicos.2014.12835

BARROS, Rosanna. From Lifelong Education to Lifelong Learning: Discussion of some effects of today’s neoliberal policies. RELA - European Journal for Research on the Education and Learning of Adults, Vol. 3, No.2, 2012, 119-134, 2012. https://doi.org/10.3384/rela.2000-7426.rela0071

BARROS, Rosanna. Genealogia dos Conceitos em Educação de Adultos: Da Educação Permanente à Aprendizagem ao Longo da Vida – Um estudo sobre os fundamentos político-pedagógicos da prática educacional. Lisboa: Chiado Editora, 2011a. https://doi.org/10.21814/rpe.2996

BARROS, Rosanna. A Criação do Reconhecimento de Adquiridos Experienciais (RVCC) em Portugal - Uma Etnografia Crítica em Educação de Adultos. Lisboa: Chiado Editora, 2011b.

BARROS, Rosanna; FERREIRA, Júlia. A Criação e Evolução do Reconhecimento de Adquiridos Experienciais em Portugal. In Carmen CAVACO (Org.). Reconhecimento, validação e certificação de adquiridos experienciais em Portugal, França, Bélgica e Itália / Reconnaissance, validation et certification des acquis de l´expérience au Portugal, France, Belgique et Italie (pp.43-74). Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa (E-BOOK), 2018.


BARROS, Rosanna; BELANDO-MONTORO, Maria. Europeização das Políticas de Educação de Adultos: Reflexões Teóricas a partir dos Casos de Espanha e Portugal, Education Policy Analysis Archives, Vol. 21, No. 71, 1-28, 2013. https://doi.org/10.14507/epaa.v21n71.2013

BEISIEGEL, Celso de Rui. Alfabetização de jovens e adultos: desafios do século 21. In: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 84, n. 206/207/208, p. 34-42, jan./dez. 2003. https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.84i206-07-08.887

BESSA, Daniel. As Políticas Macroeconómicas do Post-25 de Abril – Ascenção e Declínio do Estado Social Português. Revista Crítica de Ciências Sociais, 15/16/17, 325-350, 1985.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Acesso: 02/07/2018. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm
BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília: 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Documento Nacional Preparatório à VI Conferência Internacional de Educação de Adultos / Versão atualizada Confintea Brasil+6. Brasília: MEC. Disponível em: . 2016.

BRIGHT, Barry. The Epistemological Imperative. In Barry BRIGHT (ed.). Theory and Practice in the Study of Adult Education – The Epistemological Debate (pp. 1-12). London. Routledge, 1989. https://doi.org/10.4324/9780429436758-1

CARNEIRO, Roberto. (Ed.). Accreditation of prior learning as a lever for lifelong learning: Lessons learnt from the New Opportunities Initiative, Portugal. Braga: UNESCO/MENON Network/CEPCEP, Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa – Universidade Católica Portuguesa, 2011.

CAVACO, C.; LAFONT, P.; PARIAT, M. Policies of adult education in Portugal and France: The European agenda of validation of non-formal and informal learning. International Journal of Lifelong Education, 33(3), 343-361, 2014. https://doi.org/10.1080/02601370.2014.896086

COSTA, Cláudia Borges; MACHADO, Maria Margarida. Políticas públicas e educação de jovens e adultos no Brasil. São Paulo: Cortez Editora. 2017.

DI PIERRO, M. C. Notas sobre a redefinição da identidade e das políticas públicas de educação de jovens e adultos no Brasil. Educ. Soc., Campinas, vol.26, nº 92, p.1115-1139, especial - Out. 2005. https://doi.org/10.1590/S0101-73302005000300018

DGEE. Educação de Adultos – Conceitos e Atividades Desenvolvidas. Lisboa: Ministério da Educação e Cultura/Direção-Geral de Extensão Educativa, 1991.

DGEP. Aspetos da Educação de Adultos em Portugal (Manuel Joaquim Sobral Gonçalves). Lisboa: Ministério da Educação e Cultura/Direção-Geral de Educação Permanente, 1978.

FAURE, E.; HERRERA, F.; KADDOURA, A.-R.; LOPES, H.; PETROVSKY, A. V.; RAHNEMA, M.; WARD, F. C. Learning to Be – The Word of Education Today and Tomorrow. Paris: UNESCO, 1972.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Volume 3. Edição e Tradução de Carlos Nelson Coutinho; Coedição de Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira. 2007.

HADDAD, Sérgio. A educação continuada e as políticas públicas no Brasil. REVEJ@- Revista de Educação de Jovens e Adultos, v. 1, n. 0, p. 27-38, ago. 2007.

IRELAND, Timothy. A EJA tem agora objetivos maiores que a alfabetização. Nova Escola. São Paulo. n. 223, p. 36 - 40, 2009.

IRELAND, Timothy; SPEZIA, Carlos Humberto (Orgs). Educação de Adultos em Retrospectiva: 60 anos de CONFINTEA. Brasília: UNESCO, MEC. 2012.

LEMME, Paschoal. Memórias de um educador. 2ª ed. Vol. 5. Brasília: Inep, 2004.

LIMA, Licínio. Políticas de educação permanente: Qualificacionismo adaptativo ou educação de adultos? Sensus, 4(1), 105-121, 2014.

LIMA, Licínio. A Educação de Adultos em Portugal (1974-2004): Entre as Lógicas da Educação Popular e da Gestão de Recursos Humanos. In Rui CANÁRIO e Belmiro CABRITO (org.). Educação e Formação de Adultos – Mutações e Convergências, (pp. 31-60). Lisboa: EDUCA-Formação, 2005.

LIMA, Licínio; ESTÊVÃO, Lucas; MATOS, Luís; MELO, Alberto; MENDONÇA, Amélia. Documentos Preparatórios III – Projetos de Reorganização do Subsistema de educação de Adultos. Lisboa: Comissão de reforma do Sistema Educativo/Ministério da Educação, 1988.

LIZ, C.; MACHADO, M.; BURNAY, E. Iniciativa novas oportunidades: Primeiros estudos da avaliação externa – Perceções sobre a iniciativa novas oportunidades (Caderno Temático nº 2). Lisboa: Universidade Católica Portuguesa, 2009.

MACHADO, Maria Margarida. A educação de jovens e adultos no Brasil pós-Lei 9.394/96: a possibilidade de constituir-se como política pública. Em Aberto. v. 22, n. 82, p. 17-39, nov. Brasília: INEP. 2009.

MAGALHÃES, José. A Constituição e as suas Revisões, a Lei e a Justiça. In António Reis (coord.). Portugal 20 Anos de Democracia (115-135). Lisboa: Publicações Alfa, 1996.

MAGALHÃES, José. Dicionário da Revisão Constitucional. Lisboa: Editorial Notícias, 1999.

MARQUES, Marcelo. Finding and tracing the effects of governance processes in the new opportunities initiative: An outline. International Journal of Lifelong Education, 33(3), 290-308, 2014. https://doi.org/10.1080/02601370.2014.896087

MOREIRA, Vítor. A Edificação do Novo Sistema Institucional Democrático. In António Reis (Dir.). Portugal Contemporâneo (1974-1992) (pp. 81-116). Lisboa: Publicações Alfa, 1992.

OLESEN, Hanning. Challenging Academia. In Maria Helena ANTUNES; Iolanda Costa GALINHA (orgs.), Wider Benefits of Learning: Understanding and Monitoring the Consequences of Adult Learning (pp. 30-35). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2003.

PAIVA, Jane. Educação de Jovens e Adultos: Direito, Concepções e Sentidos. 2005.480 p. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal Fluminense. Niterói. 2005.

REIS, José (coord.). A Economia Política do Retrocesso. Crise, Causas e Objectivos. Coimbra: Almedina/CES, 2014.

SOUSA SANTOS, Boaventura. O Estado e a Sociedade em Portugal (1974-1988). Porto: Edições Afrontamento, 1990.

SANTOS SILVA, Augusto. Educação de Adultos – Educação Para o Desenvolvimento. Rio Tinto: Edições Asa/Clube do Professor, 1990.

SANTOS SILVA, Augusto; ROTHES, Luís. Educação de Adultos. In A Evolução do Sistema Educativo e o PRODEP – Estudos Temáticos, Vol. III, (pp.17-111). Lisboa: Ministério da Educação, 1998.

STOCK, A. Lifelong Learning: Thirty Years of Educational Change. In: Peter RAGGATT; Richard EDWARDS; Nick SMALl (eds.), The Learning Society – Challenges and Trends (pp. 10-25). London: Routledge/The Open University, 1996.

STOER, Steven. Educação e Mudança Social em Portugal, 1970-1980: Uma Década de Transição. Porto: Edições Afrontamento, 1986.

TEIXEIRA, Anísio. Educação para a Democracia. Rio de Janeiro, José Olympio, 1936.