Educação de jovens e adultos: um estudo acerca dos princípios políticos e pedagógicos que conduziram a proposta educacional do Movimento Brasileiro de Educação – MOBRAL (1967-1985)

Main Article Content

Mariana Lemos do Prado
Armindo Quillici Neto

Resumo

O Movimento Brasileiro de Educação – MOBRAL criado durante o Regime Militar (1964-1985), pela Lei n°5.379 de 15/12/1967, se constituiu em um dos mais extensos e complexos programas de educação de adultos já desenvolvidos no país. Para realização deste estudo foi elaborada uma análise dos princípios políticos, pedagógicos, metodologias e ideais que conduziram os principais programas do MOBRAL, com ênfase na Alfabetização Funcional, por meio da pesquisa bibliográfica e documental de fontes como: a documentação e legislação educacional do período (1967-1985); Estatutos e Documento Básico da Fundação; pesquisas acadêmicas; as publicações do MEC e os materiais didáticos do MOBRAL. Destacamos o trabalho de Arlindo Lopes Corrêa como idealizador, gestor e representante do MOBRAL, um intelectual que buscou mediar a unidade política e ideológica da instituição e legitimar seu trabalho perante a opinião pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Prado, M. L. do, & Quillici Neto, A. (2019). Educação de jovens e adultos: um estudo acerca dos princípios políticos e pedagógicos que conduziram a proposta educacional do Movimento Brasileiro de Educação – MOBRAL (1967-1985). Cadernos De História Da Educação, 18(3), 817-832. https://doi.org/10.14393/che-v18n3-2019-13
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mariana Lemos do Prado, Universidade Federal de Uberlândia (Brasil)

Mariana Lemos do Prado
Universidade Federal de Uberlândia (Brasil)
https://orcid.org/0000-0003-2326-5215
http://lattes.cnpq.br/4238429433056788
marianalis2003@yahoo.com.br

Armindo Quillici Neto, Universidade Federal de Uberlândia (Brasil)

Armindo Quillici Neto
Universidade Federal de Uberlândia (Brasil)
https://orcid.org/0000-0003-2553-4693
http://lattes.cnpq.br/6897277608755605
armindo@ufu.br

Referências

ALMEIDA, A.; CORSO, A. M. A educação de jovens e adultos: aspectos históricos e sociais. In:XII CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Formação de professores, complexidade e trabalho docente. Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC PR: Curitiba, 2015. p. 1283-1299. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2017.

ARAÚJO, José Carlos Souza. Do quadro-negro à lousa virtual: técnica, tecnologia e tecnicismo. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro (Org.). Técnicas de ensino: novos tempos, novas configurações. Campinas: Papirus, 2006. p. 13-48.

BEISIEGEL, C. R. Estado e educação popular, Brasília: Líber Livro, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Lei nº 5.379 de 15/12/1967. Prevê sobre a alfabetização funcional e a educação continuada de adolescentes e adultos. Brasília, DF: Fundação Movimento Brasileiro de Alfabetização. 1973a. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

______. Ministério da Educação e Cultura. Decreto – lei nº 62.484 de 23/03/1968. Aprova o Estatuto da Fundação Movimento Brasileiro de Alfabetização. Brasília, DF: Fundação Movimento Brasileiro de Alfabetização. 1973b. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

______. Ministério da Educação e Cultura. Decreto – lei nº 594 de 27/05/1969. Instituiu a Loteria esportiva federal e dá outras providências. Brasília, DF: Fundação Movimento Brasileiro de Alfabetização. 1973c. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

______. Ministério da Educação e Cultura. Documento básico de treinamento: Mobral. Rio de Janeiro, 1973d. 66p. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

CORRÊA, Arlindo Lopes. Educação de Massa e Ação Comunitária. Rio de Janeiro: MOBRAL AGGS, 1979, 472p.

_____. Educação, esporte, sustentabilidade. 03 nov. 2009. Disponível em:. Acesso em: 11 jul. 2015.

_____. INSS, Ipea, emprego, filme 2012, doping. 26 nov. 2009. Disponível em:. Acesso em: 11 jul. 2015.

FÁVERO, O. ; MOTTA, E. (Org.). Educação de Jovens e Adultos. 1. ed. Petrópolis, RJ: De Petrus et Alii; Rio de Jeniro: FAPERJ, 2015. 1 DVD-ROM.

FERRARO, A. R. Analfabetismo e níveis de letramento no Brasil: o que dizem os censos? Revista Educação & Sociedade, Campinas, vol. 23, n. 81, p. 21-47, dez. 2002. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 62. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

GAVÃO. B. C. O papel do intelectual na construção do consenso durante a ditadura militar. 2014. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura) – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: Acesso em: 17 jan. 2016.

GERMANO, José Willington. Estado Militar e Educação no Brasil (1964/1985). 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Círculo do Livro, [198-]. 220 p.

______. Concepção dialética da história. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981. 341 p.

______. Cadernos do cárcere, volume 2. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.334 p.

HADDAD, Sérgio; DI PIERRO, Maria Clara. Escolarização de Jovens e adultos. Revista Brasileira de Educação, maio-ago. n° 14, 2000. São Paulo. p.108-194.Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2015.

IBGE. Censo demográfico 1950-1991. Disponível em: . Acesso em: 2 maio 2017.

MENDONÇA, T. N. J. Movimento brasileiro de alfabetização: subsídios para uma leitura crítica do discurso oficial. Goiânia: Ed. da Universidade Federal de Goiás, 1995. 186p.

MOBRAL. Sistema MOBRAL. Rio de Janeiro, 1973a. Disponível em: . Acesso em: 11 ago. 2016.

______. Roteiro do Alfabetizador. Rio de Janeiro: Bloch, 1973b, 66 p.

______. Documento Básico. Rio de Janeiro, 1975. 86 p. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2016.

OLIVEIRA, J. L. As origens do MOBRAL 1967/1970. 1989. 264 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Estudos Avançados em Educação, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1989. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/8912. Acesso em: 16 fev. 2016.

PAIVA, Vanilda Pereira. História da educação popular no Brasil: educação popular e educação de adultos. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

PUGLIA, D. B. Pensamento militar brasileiro e ação política. In: XVII Encontro Regional de História- O lugar da História. ANPUH/SP – UNICAMP. Campinas, 6 a 10 de setembro de 2004. CD-ROM.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SPIGOLON, Nima Imaculada. As noites da ditadura e os dias de utopia... O exílio, a educação e os percursos de Elza freire nos anos de 1964 a 1979. 2014. 506 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.