Os sentidos de uma vida: a construção de si e do grupo na materialidade de uma autobiografia

Main Article Content

Loyde Anne Carreiro Silva Veras
Evelyn de Almeida Orlando

Resumo

Este artigo parte de uma análise do livro 8:28, a autobiografia de Eva Yarwood Mills publicada em 1976, em Lancaster, Estados Unidos. Eva Mills veio da Inglaterra para o Brasil como uma missionária protestante no período de 1928 a 1959, aposentando-se nos Estados Unidos. A partir da materialidade do 8:28, procuramos identificar os sentidos acionados pela autora nas representações tanto de si quanto do grupo religioso ao qual ela pertencia. Conjuntamente exploramos os elementos do pacto autobiográfico e discutimos as estratégias acionadas a partir da relação entre editor, autora-narradora-personagem e público leitor. Identificamos uma narrativa rica em sentidos e caminhos de possíveis análises, capazes de suscitar questões relevantes, como as estratégias usadas na representação de uma vida, os usos da autobiografia na construção identitária de um sujeito e do grupo que faz parte e o lugar da educação na vida desta personagem. Apesar de Eva Mills ser uma professora e construir-se por meio da educação, é na relação com o grupo religioso da sua velhice que ela se reelabora enquanto missionária e legitima-se como educadora a serviço de uma missão protestante europeia-americana (auto)definida como civilizadora.

Palavras-chave: Educação. Autobiografia. Protestantismo.


Abstract

This article is an analysis of the book 8:28, the autobiography of Eva Yarwood Mills published in 1976, in Lancaster, United States. Eva Mills lived and worked in Brazil as a Protestant missionary from 1928 to 1959 and she retired to the United States. From the book's materiality, identifying the author's senses in the representations of both himself and the religious group to which he belongs. We explore the elements of the autobiographical pact and discuss the strategies with which they are triggered from the relationship between publisher, author-character and readership. We identified in this research a book rich in analyses paths, capable of raising important questions such as the strategies used in the representation of a life, the uses of autobiography in the identity construction of a subject and the group to which he belongs and the roles which education assumes in the life of this character from his place of belonging. Although Eva Mills is a teacher and building herself through education, it is in the relationship with the religious group of her old age that she reelaborates as a missionary and legitimizes herself as an educator who has been in the service of a mission European-American Protestant (self)defined as a civilizer.

Keywords: Education. Autobiography. Protestantism.

Resumen

Este artículo es un análisis del libro 8:28, la autobiografía de Eva Yarwood Mills publicada en 1976, en Lancaster, Estados Unidos. Eva Mills vivió y trabajó en Brasil como misionera protestante desde 1928 hasta 1959 y se retiró a los Estados Unidos. De la materialidad del libro, identificar los sentidos del autor en las representaciones de él mismo y del grupo religioso al que pertenece. Exploramos los elementos del pacto autobiográfico y discutimos las estrategias con las cuales se desencadenan a partir de la relación entre editor, autor-personaje y lectores. Identificamos en esta investigación un libro rico en posibles direcciones y análisis, capaz de plantear preguntas importantes como las estrategias utilizadas en la representación de una vida, los usos de la autobiografía en la construcción de identidad de un sujeto y el grupo al que pertenece y los roles que la educación asume en la vida de este personaje desde su lugar de pertenencia. Aunque Eva Mills es maestra y se está forjando a través de la educación, es en la relación con el grupo religioso de su vejez que reelabora como misionera y se legitima como educadora que ha estado al servicio de una misión protestante europeo-estadounidense (auto)definida como civilizadora.

Palabras-clave: Educación. Autobiografía. Protestantismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Veras, L. A. C. S., & Orlando, E. de A. (2018). Os sentidos de uma vida: a construção de si e do grupo na materialidade de uma autobiografia. Cadernos De História Da Educação, 17(3), 799-820. https://doi.org/10.14393/che-v17n3-2018-11
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Loyde Anne Carreiro Silva Veras, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutoranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. E-mail: loydeanne08@gmail.com

Evelyn de Almeida Orlando, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com estágio de pesquisa na Universidade de Lisboa. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. E-mail: evelynorlando@gmail.com