Alfabetizadoras da EJA: entre Memórias, Saberes e Viveres (1940-1960)

Main Article Content

Rita Tavares de Mello
Sônia Maria dos Santos

Resumo

Este trabalho apresenta parte da pesquisa História, Memória e Vivências: A EJA no Norte de Minas Gerais 1940-1960, investigando a historiografia local, reconstituindo a história e memória dos saberes e práticas de professoras. Procurou-se compreender como procediam na alfabetização dos adultos, considerando as dificuldades daquela realidade para o saber sobre sua profissão. Situado no campo da Educação de Jovens e Adultos, focado na história oral temática. Os resultados da pesquisa apontam o modo como as trajetórias dessas educadoras foram construídas, marcadas pela coibição política e pedagógica em uma época em que o sertão do Norte de Minas Gerais era considerado uma região de "resistência habitual ao analfabetismo". A presente pesquisa conduziu à percepção de que as professoras alfabetizadoras não somente criaram alternativas de trabalho ou mesmo aprenderam com suas próprias experiências, mas, se inscreveram em uma tradição, resgatando laços com a EJA, como tributárias, continuadoras e recriadoras de uma tradição.

Palavras-Chave: História. Memória. Saberes e Práticas. EJA no Norte de Minas Gerais.

Resumen

Este artículo presenta parte de la investigación Historia, Memoria y Experiencias: la educación de adultos en el Norte de Minas Gerais 1940-1960, la investigación de la historia local, que describe la historia y Memoria de conocimientos y prácticas de los profesores. Se buscó entender cómo sucedió la alfabetización de adultos, teniendo en cuenta las dificultades de aquella realidad para el saber acerca de tu profesion. Situado en el campo de la educación de jóvenes y adultos, se centró en la historia del tema oral. Los resultados de la investigación muestran cómo las trayectorias de estos educadores fueron construidas, marcadas por la moderación política y pedagógica en un momento en el que el la región "sertão" del Norte de Minas Gerais era considerada una región de "resistencia habitual a el analfabetismo. Esta investigación dio lugar a la percepción de que los maestros alfabetizadores no sólo crearon alternativas de trabajo o incluso aprendieron de su propias experiencias, pero se inscribieron en una tradición, restaurando los lazos con la EJA, como contribuidoras de impuestos, continuadoras y recriadoras de una tradición.

Palabras clave: Historia. Memoria. Conocimientos y prácticas. EJA en el norte de Minas Gerais.

Abstract

This work presents part of the History research, Memory and Experiences: The "EJA" in the North of Minas Gerais 1940-1960, investigating local historiography, retracing the history and memory of the knowledge and practices of teachers. It sought to understand how they preceded in the adult literacy, considering the difficulty of that reality to the knowledge about their profession. Situated in the Field of Youth and Adult Education, focused on thematic oral history. The research results point to the way such educator's trajectories were built, marked by the policy and teaching restraint in a time when the "Sertão" of northern Minas Gerais was considered a region of "habitual illiteracy resistance". The present research led to the perception that literacy teachers not only created working alternatives or even learned from their own experiences, but enrolled in a tradition, restoring ties with the "EJA", as tributaries, continuers and recreatives of a tradition.

Keywords: History. Memory. Knowledge and practices. "EJA" in the North of Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Mello, R. T. de, & Santos, S. M. dos. (2018). Alfabetizadoras da EJA: entre Memórias, Saberes e Viveres (1940-1960). Cadernos De História Da Educação, 17(2), 546-566. https://doi.org/10.14393/che-v17n2-2018-16
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Rita Tavares de Mello, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutora em Educação (História e Historiografia da Educação) pela Universidade Federal de Uberlândia. Professora de Educação de Jovens e Adultos do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Montes Claros. E-mails: ritatavares.mello@gmail.com

Sônia Maria dos Santos, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Educação (História, Política, Sociedade) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com estágio de pós-doutorado realizado na Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia. E-mails: soniaufu@gmail.com