Preceptoras estrangeiras para educar meninas nas casas brasileiras do século XIX

Main Article Content

Maria Celi Chaves Vasconcelos

Resumo

No Brasil, o século XIX foi o período em que muitas mulheres europeias, principalmente alemãs, francesas e inglesas, aportaram no país, para exercerem o ofício de preceptoras nas casas da Corte Imperial, anunciando seus préstimos pelos jornais de grande circulação na época. O estudo tem como objetivo demonstrar a incidência da chegada dessas mulheres, nos anos de 1880, para o trabalho como preceptoras nas casas das elites oitocentistas, bem como discutir as práticas de educação que desenvolviam para ensinar, notadamente, meninas. Trata-se de uma pesquisa histórico-documental, cujas fontes incluem anúncios e matérias de jornais e revistas de educação e de instrução destinadas às famílias e às mulheres, além de literatura e egodocumentos, como diários e cartas, escritos pelas próprias preceptoras ou por testemunhos dessa prática. Conclui-se que a educação, a cargo de preceptoras europeias, era considerada uma distinção social e continha práticas de educação análogas aos modelos escolares europeus.

Palavras-chave: Educação doméstica de meninas. Preceptoras. Brasil oitocentista.


Abstract

In Brazil, the nineteenth century was the period in which many European women, mainly German, French and English, came to country to perform the office of preceptors in the houses of the Imperial Court, announcing their services by newspapers of great circulation at the time. The study aims to demonstrate the incidence of the arrival of these women, in the 1880s, for the work of preceptors in the houses of nineteenth-century elites, as well as discuss the educational practices they developed to teach, especially girls. This is a historical-documentary research whose sources include advertisements and articles from newspapers and magazines of education and instruction for families and women, as well literary texts as egodocuments, such as diaries and letters written by the preceptors themselves or by witnesses of this practice. It was concluded that education, by European preceptors, was considered a social differential and contained educational practices analogous to European school models.

Keywords: Domestic girls' education. Preceptors. Nineteenth-century Brazil.


Resumen

En Brasil, el siglo XIX fue el período en que muchas mujeres europeas, principalmente, alemanas, francesas y inglesas, aportaron en país para ejercer el oficio de preceptoras en las casas de la Corte Imperial, anunciando sus servicios por los diarios de gran circulación en la época. El estudio tiene como objetivo demostrar la incidencia de la llegada de esas mujeres, en los años 1880, al trabajo de preceptoras en las casas de las élites del ochocientos, así como discutir las prácticas de educación que desarrollaban para enseñar, en particular, a las niñas. Se trata de una investigación histórico-documental, cuyas fuentes incluyen anuncios y materias de periódicos y revistas de educación e instrucción destinadas a las familias y las mujeres, además de literatura y egodocumentos, como diarios y cartas, escritos por las propias preceptoras o por testigos de esa práctica. Se concluye que la educación, a cargo de preceptoras europeas, se consideraba un diferencial social y contenía prácticas de educación análogas a los modelos escolares europeos.

Palabras clave: Educación doméstica de las niñas. Preceptoras. Brasil del ochocientos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Vasconcelos, M. C. C. (2018). Preceptoras estrangeiras para educar meninas nas casas brasileiras do século XIX. Cadernos De História Da Educação, 17(2), 285-308. https://doi.org/10.14393/che-v17n2-2018-2
Seção
Dossiê: Educação de Mulheres no Brasil e em Portugal (séculos XIX e XX)
Biografia do Autor

Maria Celi Chaves Vasconcelos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Professora Associada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, atuando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Bolsista de Produtividade do CNPq. Procientista/Uerj e Cientista do Nosso Estado/Faperj. E-mail: maria2.celi@gmail.com