TEMPO DE CIDADE, LUGAR DE ESCOLA

Eurize Caldas Pessanha, Fabiany de Cássia Tavares Silva

Resumo


Embora assumindo abordagens diversificadas, as pesquisas sobre escola partem do reconhecimento da existência de uma cultura própria dessa instituição. Cultura essa que a conforma de uma maneira muito particular, com uma prática social própria, única. Seja cultura escolar ou cultura da escola, esses conceitos acabam evidenciando praticamente a mesma coisa, isto é, a escola é uma instituição da sociedade, que possui suas próprias formas de ação e razão, construídas no decorrer da sua história, tomando por base os confrontos e conflitos oriundos do choque entre as determinações externas a ela e às suas tradições, que se refletem na sua organização e gestão, nas suas práticas mais elementares e cotidianas, nas salas de aula e nos pátios e corredores, em todo e qualquer tempo, segmentado, fracionado ou não. Trata-se, portanto, do entendimento da cultura como um sistema de significações. Para essa interpretação, os terrenos de produção da Sociologia, História e História da Educação têm sido reconhecidamente um bom lugar para se pensar e dar novo significado a algumas pautas teórico-metodológicas, tais como: o tempo escolar, o espaço, o currículo, os manuais, as autobiografias, as memórias, os diários, os aportes metodológicos; articulando-se com os conceitos de habitus, campo e práticas. Pesquisas sobre a cultura escolar em quatro cidades diferentes (Campos/RJ; Jundiaí/SP; Uberlândia/MG e Campo Grande/MS) evidenciaram a existência de escolas “exemplares", referência de qualidade e de formação, e de um processo de construção da identidade de cada cidade vinculada, pelo menos em determinado momento histórico, à identidade dessas escolas. O lugar da escola no tempo da cidade indica um projeto de sociedade em que espaço e tempo estão entrelaçados em uma e outra, através de práticas sociais em que se definem e redefinem mutuamente. Nos limites deste texto, as análises recaem sobre a Escola Maria Constança de Barros Machado, e a cidade de Campo Grande/MS, constituída na terceira fase do processo de urbanização e modernização das cidades brasileiras.

Palavras-chave


Cultura Escolar; Escola; Cidade; Urbanização

Texto completo:

PDF