A afirmação da inspeção escolar no quadro da Reforma de António Rodrigues Sampaio

Carlos Manique da Silva

Resumo


O objetivo do artigo é o de perceber de que forma, no decurso da segunda metade do século XIX, o aparelho estatal se aperfeiçoa no sentido de dotar as escolas de instrumentos pedagógicos comuns. Para o efeito, analisa-se a intervenção do primeiro serviço permanente de inspeção escolar criado em Portugal, no quadro da Reforma da instrução primária de António Rodrigues Sampaio (Lei de 2/5/1878), de matriz descentralizadora. O pressuposto de partida é o de que os serviços de inspeção se inscrevem numa lógica de controlo do Estado sobre os professores, associada à tentativa de criar uma estandardização pedagógica. Não obstante o reforço da inspeção no controlo externo da citada Reforma, a verdade é que a paisagem pedagógica permanece largamente inalterada; uma situação que só se modificará com a progressiva integração no sistema de professores formados nas escolas normais.

Texto completo:

PDF


DOI (PDF): http://dx.doi.org/10.14393/che-v16n2-2017-4

CREATIVE COMMONS

CC BY-NC-ND 4.0

 

PUBLICAÇÃO

EDUFU - Editora da Universidade Federal de Uberlândia

 

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasil, Cibec/Inep/MEC)

CITEFACTOR – Directory Indexing of International Research Journals (Canada/United States of America)

DIALNET - Fundación Dialnet - Universidad de La Rioja (España)

DOAJ - Directory of Open Access Journals - Lund University (Sweden)

Portal de Periódicos da CAPES/MEC (Brasil)

RCAAP - Repertório Científico de Acesso Aberto de Portugal

LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, Espanã y Portugal

SRB - Sumário de Revistas Brasileiras

 

PRESERVAÇÃO

RC - Rede Cariniana (Ibict/MCT)

KR - Keepers Registry (Universidade de Edimburgo, Escócia, Reino Unido; International Standard Serial - ISSN, Paris, França)

PKP - Public Knowledge Projetc (Open Archives Harvester)