DO QUADRO-NEGRO À LOUSA DIGITAL: A HISTÓRIA DE UM DISPOSITIVO ESCOLAR

Main Article Content

Maria Helena Camara Bastos

Resumo

Analisa a história do quadro-negro e as transformações operadas nesse dispositivo escolar, entendido, ao mesmo tempo, como uma "técnica de poder e um procedimento de saber". Pesquisas na área de história da educação têm ressaltado arquitetura escolar, o espaço e o tempo escolar, sem deter-se sobre o significado do uso de certos objetos e as práticas ligadas a eles. Nessa perspectiva, o mobiliário escolar refletiria a pedagogia, na qual o quadro-negro ocupa especial centralidade. Pode-se afirmar que a centralidade pedagógica do e no quadro-negro resulta da ausência de manuais escolares e de outros recursos visuais para a aprendizagem, e da centralidade do processo pedagógico na figura do professor. O quadronegro/verde/digital, como suporte das experiências cognitivas e estéticas da vida escolar, possibilita reconstruir a memória de uma prática educativa arraigada no cotidiano, na perspectiva de uma história das práticas escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Bastos, M. H. C. (2008). DO QUADRO-NEGRO À LOUSA DIGITAL: A HISTÓRIA DE UM DISPOSITIVO ESCOLAR. Cadernos De História Da Educação, 4. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/391
Edição
Seção
Artigos