Memórias de escola em colônias agrícolas judaicas no Rio Grande do Sul: narrativas orais do acervo do Instituto Cultural Marc Chagall (1904-1930)

Main Article Content

Dóris Bittencourt Almeida
Luciane Sgarbi S. Grazziotin

Resumo

Esta pesquisa situa-se no campo da História da Educação, em suas interfaces com as discussões
referentes à constituição de Acervos, Memória e História Oral. Elegem-se como documentos narrativas
de memória portadoras de informações que nos permitem um maior entendimento das histórias do povo
judeu, desde seu processo de emigração da Europa até a chegada ao Brasil, como imigrantes, em um
recorte que enfatiza a educação. O estudo tem como objetivo investigar alguns aspectos acerca dos
processos de escolarização dos primeiros imigrantes judeus, todos eles da etnia azhenazim que se
fixaram em colônias agrícolas no RS, especialmente em Phillippson e Quatro Irmãos, entre 1904 até o
final da década de 1930. Por meio das narrativas de memória de alguns sujeitos que viveram sua
infância naquelas comunidades, procura-se recompor uma História acerca das primeiras escolas nesse
espaço e tempo determinados. Para entender a educação dos judeus residentes nas colônias agrícolas,
foi preciso romper com o paradigma moderno, que privilegia as grandes narrativas como ícones do
passado, sustentado pela documentação escrita. Foi preciso valorizar o indivíduo anônimo, em um
contexto amplo da história de cada vida já registrada em um Acervo de memória oral. Baseamo-nos
para isso em discussões acerca da História Oral como metodologia (AMADO e FERREIRA, 2002) e
nos estudos da memória como documento histórico (BOSI, 1987), (ERRANTE, 2000). As narrativas
visibilizam elementos, tais como o significado da escola para o povo judeu, as dificuldades de acesso e
locomoção à escola, a presença de crianças de origem não judia na escola e, sobretudo, o papel da
Jewish Colonization Association, conhecida no Brasil como ICA, e seu papel determinante no apoio aos
processos de escolarização do Imigrantes Judeus.
Palavras-chave: História da Educação; História Oral; educação dos judeus; memória.

Memories of schools in jewish agricultural colonies in Rio Grande do Sul:
verbal narratives from the archive of Marc Chagall Cultural Institute (1904-1930)

Abstract
This research is situated in the History of Education field, in its interfaces with discussions concerning
the constitution of Archives, Memory and Oral History. As research documents, we chose narratives of
memory carrying information that enable a better understanding of Jewish people stories, covering the
Jewish process of emigration from Europe until the arrival to Brazil, as immigrants - our focus is on
education. The study aims at investigating some aspects concerning the schooling processes of the first
Jewish immigrants, who were part of the azhenazim community and established residence in
agricultural colonies in RS, especially in Phillippson and Quatro Irmãos, between 1904 until the end of
the decade of 1930. By means of the narratives of memory of some individuals that spent their
childhood in those communities, this research seeks to rebuild a history of the first schools in this
location on a specific period of time. In order to understand the education of the Jews living in the
agricultural colonies, it was necessary to breach with the modern paradigm, which privileges the great
narratives as icons of the past, and is supported by written documentation. It was necessary to value the
anonymous individual, in a broad context of the history of each life ever registered in an oral memory
archive. With this purpose in mind, we rely on discussions concerning Oral History as methodology
(AMADO and FERREIRA, 2002) and in the studies of memory as historical document (BOSI, 1987),
(ERRANTE, 2000). The narratives give visibility to elements such as the meaning of school for the
Jewish people, the difficulties of access and transportation to the school, the presence of non-Jewish
children in the school and, mainly, the role of the Jewish Colonization Association, known in Brazil as
ICA, and its decisive role in the support to the schooling processes of the Jewish immigrants.
Keywords: History of Education; Oral History; jewish education; memory.

Memorias de escuela en colonias agrícolas judaicas en Rio Grande do Sul:
narrativas orales del acervo del Instituto Cultural Marc Chagall (1904-1930)

Resumen
Esta investigación se sitúa en el campo de la Historia de la Educación, en sus interfaces con las
discusiones referentes a la constitución de Acervos, Memoria e Historia Oral. Se eligen como
documentos narrativas de memoria portadoras de informaciones que nos permiten una mayor
comprensión de las historias del pueblo judío, desde su proceso de emigración de Europa hasta la
llegada a Brasil, como inmigrantes, en un recorte que enfatiza la educación. El estudio tiene como
objetivo investigar algunos aspectos acerca de los procesos de escolarización de los primeros
inmigrantes judíos, todos ellos de la etnia azhenazim que se establecieron en colonias agrícolas en RS,
especialmente en Phillippson y Quatro Irmãos, entre 1904 hasta el final de la década de 1930. Por
medio de las narrativas de memoria de algunos sujetos que vivieron su infancia en aquellas
comunidades, se procura recomponer una Historia acerca de las primeras escuelas en ese espacio y
tiempo determinados. Para entender la educación de los judíos residentes en las colonias agrícolas, fue
preciso romper con el paradigma moderno, que privilegia las grandes narrativas como íconos del
pasado, sustentado por la documentación escrita. Fue preciso valorar el individuo anónimo, en un
contexto amplio de la historia de cada vida ya registrada en un Acervo de memoria oral. Nos basamos,
para eso, en discusiones acerca de la Historia Oral como metodología (AMADO y FERREIRA, 2002) y
en los estudios de la memoria como documento histórico (BOSI, 1987), (ERRANTE, 2000). Las
narrativas visibilizan elementos tales como el significado de la escuela para el pueblo judío, las
dificultades de acceso y locomoción a la escuela, la presencia de niños de origen no judaico en la
escuela y, sobre todo, el papel de la Jewish Colonization Association, conocida en Brasil como ICA, y
su papel determinante en el apoyo a los procesos de escolarización del Inmigrantes Judíos.
Palabras-clave: Historia de la Educación; Historia Oral; educación de los judíos; memoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Almeida, D. B., & Grazziotin, L. S. S. (2017). Memórias de escola em colônias agrícolas judaicas no Rio Grande do Sul: narrativas orais do acervo do Instituto Cultural Marc Chagall (1904-1930). Cadernos De História Da Educação, 15(3), 1031-1054. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/38546
Seção
Dossiê - História oral: narrativas de memória, acervos e a pesquisa em História da Educação
Biografia do Autor

Dóris Bittencourt Almeida, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio
Grande do Sul. Professora Adjunta IV de História da Educação da Faculdade de Educação da Universidade
Federal do Rio Grande do Sul. E-mail: almeida.doris@gmail.com

Luciane Sgarbi S. Grazziotin, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora do
Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. E-mail:
lsgarbi@unisinos.br