EDUCAÇÃO, INSTRUÇÃO E ASSISTÊNCIA AOS ÓRFÃOS (RIBEIRA DO SERIDÓ, CAPITANIA DO RIO GRANDE DO NORTE, SÉC. XVIII)

Main Article Content

Muirakytan Kennedy de Macêdo
Marta Maria de Araújo

Resumo

O trabalho discute a relação entre orfandade e educação nos sertões setecentistas da Ribeira do Seridó. A proposta do texto é de entender os mecanismos sociais compensatórios que amparavam a educação das crianças órfãs na periférica Capitania do Rio Grande do Norte. As práticas assistenciais e os agentes participantes delas são analisados através da noção de processualização, na direção civilizatória dessa educação e no sentido da governamentalidade da Coroa no que tange à gestão familiar e populacional. Utilizamos, também, a "categoria nativa" de criação entendida na acepção pedagógica e familiar de ensinar, instruir as crianças nos bons costumes e conforme seu cabedal. Foram investigadas fontes paroquiais (livros de batizados, casamentos e óbitos) e a documentação produzida pelas famílias coloniais daquela Ribeira (inventários e testamentos). Nos sertões coloniais da Ribeira do Seridó, detectamos a trama jurídica e a assistência educacional aos órfãos promovidas, principalmente, pelo agente público do juizado de órfãos e pelo amparo particular da família.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Macêdo, M. K. de, & Araújo, M. M. de. (2014). EDUCAÇÃO, INSTRUÇÃO E ASSISTÊNCIA AOS ÓRFÃOS (RIBEIRA DO SERIDÓ, CAPITANIA DO RIO GRANDE DO NORTE, SÉC. XVIII). Cadernos De História Da Educação, 12(2). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/25027
Seção
Artigos