"LEITURA QUE RECOMENDAMOS - O QUE TODOS DEVEM LER": IMPRESSOS DIDÁTICOS E ENSINO DE HISTÓRIA NAS ESCOLAS ANARQUISTAS

Main Article Content

José Damiro Moraes

Resumo

A Educação sempre foi tema presente nas discussões e práticas do anarquismo inspirando a criação de escolas, centros de cultura e, principalmente publicações educacionais. Em Barcelona, Francisco Ferrer y Guardia (1850 - 1909) criador da Escuela Moderna fundou uma editora para produzir e publicar os livros que utilizaria, a "Biblioteca de la Escuela Moderna". Nesta mesma direção, os anarquistas brasileiros investiram na publicação e divulgação de material para dar suporte teórico às suas ações educacionais. Encontramos no jornal A Voz do Trabalhador (1908-1915) e na revista A Vida (1914-1915) a orientação: "Leitura que recomendamos - O que todos devem ler" com diversas obras indicadas. Conjuntamente, no projeto educacional anarquista foi pensado uma outra forma de ensino de história desenvolvido no Compêndio de História Universal de Clemencia Jacquinet. A partir das análises e interpretações deste material procuramos perceber as diferenças, similitudes e compromissos na formação individual e coletiva desejada pelo projeto libertário da construção de uma nova sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Moraes, J. D. (2013). "LEITURA QUE RECOMENDAMOS - O QUE TODOS DEVEM LER": IMPRESSOS DIDÁTICOS E ENSINO DE HISTÓRIA NAS ESCOLAS ANARQUISTAS. Cadernos De História Da Educação, 12(1). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/22916
Seção
Dossiê: instrumentos do trabalho didático