MANUAIS DE PSICOLOGIA - INSTRUMENTOS DE TRABALHO UTILIZADOS NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES PAULISTAS (1920-1940)

Main Article Content

Samira Saad Pulchério Lancillotti

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de analisar dois manuais de psicologia utilizados na formação de professores paulistas, na primeira metade do século XX. Trata-se do Psychologia, escrito por Antonio Sampaio Dória, na década de 1920; e do livro Introdução à Psychologia Educacional, de Noemy da Silveira Rudolfer, publicado em1938. Pretende-se analisar a materialidade desses instrumentos de trabalho, tendo por vetor os conteúdos concernentes à aprendizagem e ao desenvolvimento. Buscar-se-ão, nesses manuais, as teorias transmitidas na formação dos professores, com o intuito de destacar quais foram os textos de referência e em que grau esse conteúdo se encontra simplificado. Compreende-se que os manuais didáticos têm se configurado historicamente como fontes exclusivas da formação escolar em todos os níveis de ensino. Há que se considerar que, por sua própria natureza sintética e secundária, os manuais trazem conteúdo fragmentado, aviltado, que não oferece elementos necessários a uma formação sólida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Lancillotti, S. S. P. (2013). MANUAIS DE PSICOLOGIA - INSTRUMENTOS DE TRABALHO UTILIZADOS NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES PAULISTAS (1920-1940). Cadernos De História Da Educação, 12(1). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/22915
Seção
Dossiê: instrumentos do trabalho didático