O MOVIMENTO PELA ESCOLA NOVA EM SANTA CATARINA: FORMAÇÃO DOCENTE E MODERNIZAÇÃO DO ENSINO (1930)

Main Article Content

Ticiane Bombassaro

Resumo

Santa Catarina buscou, a partir da década de 1930, ajustar seu debate pedagógico as discussões sobre escola nova no país. No processo de modernização, foi criado o Departamento de Educação que se dedicou a causa pedagógica da renovação. Agregando importantes intelectuais, o Departamento foi responsável pela criação do evento 'Semanas Educacionais', cujo objetivo era difundir os novos métodos pedagógicos entre os professores que já lecionavam nas escolas primárias. Utilizando­se da dicotomia entre novo e velho, o discurso renovador em Santa Catarina proferia a necessidade de superação do anacronismo da escola tradicional por meio da utilização de novas técnicas de ensino. O movimento renovador no estado catarinense operou a apropriação de alguns dos elementos do movimento nacional, dedicando­se a introduzir as bases científicas na formação de professores com ênfase na mudança do pensamento pedagógico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Bombassaro, T. (1). O MOVIMENTO PELA ESCOLA NOVA EM SANTA CATARINA: FORMAÇÃO DOCENTE E MODERNIZAÇÃO DO ENSINO (1930). Cadernos De História Da Educação, 8(1). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/2286
Seção
Artigos