A PRESENÇA DO PÚBLICO E DO PRIVADO NA ASSISTÊNCIA À INFÂNCIA: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE SÃO PAULO E RIBEIRÃO PRETO (1903­-1922)

Main Article Content

Sérgio César da Fonseca

Resumo

Nos traços gerais da assistência à infância em São Paulo, durante República Velha, sobressai a iniciante edificação de instituições estatais de recolhimento e reforma do caráter, reservadas à delinqüência, em convívio com a teia de organizações privadas e pessoas cuja atenção se voltava para as crianças pobres e abandonadas. Tendo em conta a participação do público e do privado na assistência à infância pobre e, considerando que a cidade de São Paulo é um lugar onde tal tendência se afirmou durante as primeiras décadas republicanas, o intuito deste texto é apontar características que aproximam e, ao mesmo tempo, diferenciam Ribeirão Preto da capital do Estado. Para tanto, o recorte cronológico, delimitado neste texto, toma como referências a abertura do século XX, época em que se consagra a presença de organizações particulares no trato da infância pobre e abandonada em São Paulo, e 1922, ano em que Ribeirão conta com suas primeiras instituições assistenciais privadas especificamente destinadas às crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Fonseca, S. C. da. (1). A PRESENÇA DO PÚBLICO E DO PRIVADO NA ASSISTÊNCIA À INFÂNCIA: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE SÃO PAULO E RIBEIRÃO PRETO (1903­-1922). Cadernos De História Da Educação, 8(1). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/2285
Seção
Artigos