O INSTITUTO NACIONAL DO LIVRO E OS MODERNISTAS: QUESTÕES PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Main Article Content

Marcus Vinicius Corrêa Carvalho

Resumo

Após apresentar o escopo geral da pesquisa fundada nas relações entre educação e estética, este artigo trata das ações perpetradas pelo Instituto Nacional do Livro sob responsabilidade do Ministério da Educação e Saúde Pública na administração de Gustavo Capanema, enfatizando as atuações de Mario de Andrade e de Sergio Buarque de Holanda, como chefes das respectivas seções: Seção da Enciclopédia e do Dicionário e Seção de Publicações. São destacados os projetos formativos educacionais, sublinhando as iniciativas que lançam questões ao campo de investigação da história da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Carvalho, M. V. C. (2013). O INSTITUTO NACIONAL DO LIVRO E OS MODERNISTAS: QUESTÕES PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. Cadernos De História Da Educação, 11(2). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/21711
Seção
Artigos