ASPECTOS DA EDUCAÇÃO E DO ÊXODO RURAL EM MINAS GERAIS (1950-1970)

Main Article Content

Antônio Portes
Apolliane Xavier Moreira dos Santos

Resumo

Neste trabalho temos como objetivo refletir sobre as possíveis relações entre a educação rural e o fenômeno do êxodo rural em Minas Gerais no período de 1950 a 1970. Para fundamentar nossas discussões consultamos os dados do Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas referidas décadas. Utilizamos também em nossas discussões a Revista do Ensino (RE) como fonte, procurando entender, a partir das publicações da Revista, o lugar ocupado pela educação rural frente ao fenômeno de esvaziamento do campo. Procuramos evidenciar, assim, políticas, práticas educativas, metodologias, discursos e sugestões que tratassem de maneira específica da educação rural. Em linhas gerais, podemos afirmar que a utilização do referido periódico nos forneceu subsídios para refletir a configuração da educação proposta para o meio rural no período estudado, à medida que nos permitiu delinear um panorama dos projetos desenvolvidos, da formação docente, dos discursos oficiais, bem como das tentativas de contenção do processo migratório pela via educacional e da implantação de clubes agrícolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Portes, A., & Santos, A. X. M. dos. (2013). ASPECTOS DA EDUCAÇÃO E DO ÊXODO RURAL EM MINAS GERAIS (1950-1970). Cadernos De História Da Educação, 11(2). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/21704
Seção
Artigos