FORMAR O "MAGISTÉRIO NACIONAL": AS POLÍTICAS DO INEP/MEC NOS ANOS 1950/1960

Main Article Content

Ana Waleska Pollo Campos Mendonça

Resumo

O trabalho remete a uma pesquisa que se debruçou sobre a atuação do Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos (INEP) durante a gestão do educador Anísio Teixeira (1952-1964). Esse órgão assume, ao longo desses anos, um papel absolutamente central na definição e implementação das políticas governamentais, especialmente para o ensino primário. Pretende-se analisar a sua trajetória, no período em estudo, tentando mostrar que a questão da formação dos profissionais de ensino - articulada à proposta de reconstrução da educação "comum" do homem brasileiro (pela via da escola primária redefinida e ampliada) - foi o eixo que norteou todo o conjunto de iniciativas desenvolvidas. Tais iniciativas configuraram uma política de formação do "magistério nacional", que pressupunha e buscava promover uma autêntica "refundação" do lugar do professor. Tal política, de caráter nacional, mas regionalizada, se traduziu num amplo programa de qualificação de professores, bruscamente interrompido após o golpe militar de 1964.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Mendonça, A. W. P. C. (2009). FORMAR O "MAGISTÉRIO NACIONAL": AS POLÍTICAS DO INEP/MEC NOS ANOS 1950/1960. Cadernos De História Da Educação, 7. Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/1879
Edição
Seção
Artigos