SALA DE AULA À SOMBRA DA MAGNÓLIA: PRECARIEDADE DA ESCOLARIZAÇÃO PÚBLICA EM ITUIUTABA, MINAS GERAIS (1940-1960)

Main Article Content

Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro
Elizabeth Farias da Silva

Resumo

Instituído no fim do século XIX, o grupo escolar se tornou instrumento para reduzir o analfabetismo nas cidades. Sua difusão marcou a expansão da escolarização, mas foi desuniforme, morosa e entravada, como no município de Ituiutaba (MG), onde o primeiro grupo foi criado em 1910 e o segundo, em 1947; e onde a criação de escolas públicas esbarrou em embates políticos e seu desenvolvimento, na precariedade. Esses traços ficam patentes na história dos dois grupos escolares enfocados neste texto, que objetivou verificar as relações entre economia ascendente e educação escolar deficitária num município de projeção em MG tendente à urbanização. As fontes deste estudo incluem dados estatísticos, jornais, relatos orais e atas da Câmara de Vereadores, submetidos a uma análise crítico-interpretativa, cujos resultados apontam uma história de luta para erguer as duas escolas na qual a força política do poder público se fez menos presente que a força política de educadoras convictas do papel da educação — formar cidadãos — e da docência — promover mudanças. Ao defenderem crenças e práticas como táticas para anular as estratégias do poder institucionalizado, trouxeram a dimensão política para o cotidiano da escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Ribeiro, B. de O. L., & Silva, E. F. da. (2012). SALA DE AULA À SOMBRA DA MAGNÓLIA: PRECARIEDADE DA ESCOLARIZAÇÃO PÚBLICA EM ITUIUTABA, MINAS GERAIS (1940-1960). Cadernos De História Da Educação, 11(1). Recuperado de http://www.seer.ufu.br/index.php/che/article/view/17529
Seção
Artigos