A transição chilena e a questão mapuche: uma análise do Informe da Comisión Chilena por la Verdad y Reconciliación (1990-1991)

  • Lays Correa da Silva

Resumo

O Informe produzido pela Comisión Chilena por la Verdad y Reconciliación, instaurada logo após a transição política chilena, denunciava os crimes cometidos pela Ditadura Militar entre 1973 e 1990. A repressão ditatorial atingiu partidos políticos de esquerda, sindicalistas, camponeses, estudantes, artistas e pessoas ligadas ao governo da Unidade Popular. Além disso, grupos que tradicionalmente sofreram a repressão do Estado chileno, como os mapuche foram alvo das violações de Direitos Humanos ocorridas no período. Neste artigo buscamos analisar como a questão mapuche foi tratada pelo Informe, trazendo à tona a atuação política desse grupo durante a transição chilena e debates acerca do tema da Justiça de Transição.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-26
Seção
Dossiê: Os Povos Indígenas na História: agenciamentos, direitos e lutas