A linguagem audiovisual e a desconstrução de uma pessoalidade

  • Alexandre Moroso Guilhão

Resumo

O presente trabalho visa uma análise do documentário Hakani filme de conteúdo publicitário que visa corroborar com uma certa visão distorcida que parte da população tem do que é chamado “genocídio indígena”. Para realizarmos este trabalho, nos utilizaremos de recursos de análise fílmica. Nos propomos aqui a utilizar o produto audiovisual não como um material complementar de consulta, nem tampouco como ilustração imagética, mas como fonte primária de pesquisa. Pensando esse documento audiovisual como fonte primária, nos cabe problemáticas de pesquisa e conferir ao objeto uma historicidade. Vamos buscar compreender as noções de “pessoa”, “corpo” e “vida” que estão em jogo nesse debate.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-26
Seção
Dossiê: Os Povos Indígenas na História: agenciamentos, direitos e lutas