Underground em Macapá: a construção de uma via alternativa para as produções de rock independente

  • Artur Mendes Costa
  • Marcos Vinícius de Freitas Reis
  • Glaucia Maria Tinoco Barbosa

Resumo

O surgimento dos "Movimentos Undergrounds" é em fenômeno social que
vem crescendo, principalmente desde meados da primeira década do século
XXI, proporcionado pelo avanço tecnológico dos aparelhos de reprodução
sonora e da internet. Diante disso, torna-se possível que os seus músicos
reajam a um mercado que antes era exclusivo para os selecionados da
Indústria Fonográfica, isto é, os artistas Pop's. Assim, o objetivo deste
artigo é divulgar os resultados da pesquisa realizada em Macapá- AP entre
2014 a 2016 que analisa essa nova dinâmica de divulgação de trabalho
musicais independentes refletidos nos Movimentos Undergrounds,
buscando entender o distanciamento das bandas de rock independente das
mídias locais. As metodologias utilizadas foram: pesquisa bibliográfica;
entrevista, questionários; recolhimento de materiais como fotos, vídeos,
notícias de jornais, imagens e análise de produções musicais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Artur Mendes Costa

Graduado em Ciências Sociais. Participantes do Grupo de Pesquisa CEPRES - Centro de Estudos Políticos, Religião e Sociedade

Marcos Vinícius de Freitas Reis

Professor Assistente I da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Doutor em Sociologia pela UFSCAR.Coordenador do Grupo de Pesquisa CEPRES - Centro de Estudos Políticos, Religião e Sociedade.

Glaucia Maria Tinoco Barbosa

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (2003) e Mestrado
(2006) pela mesma Instituição. Concluiu o Doutorado (2011) em Sociologia - PPGS pela UFPE, com
período Sanduíche na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Em 2015 realizou estágio de
Pós-Doutoral sobre Pensamento Latino-Americano na UFPE.Tem experiência na área de Sociologia,
com ênfase em Fundamentos de Sociologia, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria
sociológica, história das ideias, sociologia marxista e sociologia do conhecimento. Atualmente é
professora do Curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Amapá.

Publicado
2018-12-08
Seção
Artigo Livre