O príncipe exemplar: o Clarimundo de João de Barros como modelo de príncipe dirigido ao futuro rei D. João III

  • Flávio Antônio Fernandes Reis Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Palavras-chave: João de Barros, Cavalaria, Retórica, Clarimundo

Resumo

Nesse artigo propomos estudar aspectos retóricos da narrativa de cavalaria de João de Barros e suas articulações com a filosofia moral, mais precisamente, com aqueles saberes e doutrinas dirigidos à educação régia. Publicado em 1522, dedicado ao príncipe e depois rei D. João III,  a narrativa conhecida atualmente como "Crônica do Imperador Clarimundo" é um compêndio retoricamente constituído com artifícios discursivos e figurações que evidenciam as virtudes próprias do príncipe, juntando ao deleite das narrativas de cavalaria o proveito dos exemplos que nelas são preconizados. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávio Antônio Fernandes Reis, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Doutor em Literatura Portguesa pela USP, é docente do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.
Publicado
2018-09-17
Seção
Dossiê: A instituição retórica e a sua longa duração