O ensino sobre preservação do patrimônio cultural regional: aplicando a função social da escola

  • Talita Seniuk
  • João André Nascimento Ribas
Palavras-chave: Função social da escola, Memória, Patrimônio cultural,

Resumo

Tendo como base que o ensino de história assume a função de orientação existencial, a disciplina alicerçada na função social da escola pode contribuir com a formação de cidadãos mais conscientes e mais críticos sobre as suas realidades. Por isso, o estudo sobre a preservação de patrimônio cultural, quando engloba a região onde o discente está envolvido, traz perspectivas de ações para que o historiador possa contribuir com o desenvolvimento da memória na sociedade contemporânea. Assim, buscou-se desenvolver oficina visando o ensino sobre preservação da memória e do patrimônio cultural regional, com foco no estudo de caso da Estação Ferroviária do Boqueirão, localizada na região dos Campos Gerais, Paraná, sob os pressupostos da função social da escola. Para isso, a pesquisa partiu inicialmente de uma fundamentação com uso de bibliografias sobre os temas para posteriormente embasar a aplicação de uma oficina com estudantes de escola de ensino fundamental localizada próxima ao patrimônio estudado. Posteriormente, apontam-se algumas percepções dos discentes durante a realização da oficina sobre o patrimônio cultural, os quais demonstraram absorver o conhecimento sobre o tema de forma mais fácil sob tal metodologia, bem como, apresentaram um maior senso crítico quanto à preservação patrimonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Talita Seniuk
Talita Seniuk. Licenciada em História, Especialista em Metodologia do Ensino de História e acadêmica de Ciências Sociais da Universidade Metodista de São Paulo. tltsnk@yahoo.com.br
João André Nascimento Ribas
João André Nascimento Ribas. Administrador, Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Governança Pública da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. joaoandrenr@live.com
Publicado
2017-07-04
Seção
Dossiê