Apresentação dos organizadores

  • Aparecida Teles
  • Cairo Mohamad Ibrahim Katrib

Resumo

Com este número, a Revista Cadernos de Pesquisa do CDHIS reafirma seu compromisso com a publicação de conhecimento produzido nos programas de pós-graduação do Brasil e do exterior a partir de diferentes concepções teóricas e metodológicas. Nessa direção, apresentamos o Dossiê Cultura popular, ensino de História e linguagens audiovisuais, e as seções Artigos livres, Relato de experiência, Transcrição de documentos e Resenha . O Dossiê "Cultura popular, ensino de História e linguagens audiovisuais" valoriza as pesquisas produzidas nessas áreas ou que propõem um diálogo interdisciplinar construído a partir da temática ou da constituição e tratamento do corpus documental. Este dossiê propõe a reflexão sobre as possíveis articulações nas fronteiras entre o popular enraizado nas tradições orais e a sua transcrição/ tradução nos registros orais e audiovisuais. Apresenta o ensino de História como um campo de pesquisa de onde é possível produzir reflexões sobre a cultura que inclui as relações entre o mundo rural e o urbano, as mulheres, e a formação de professores voltada para as políticas inclusivas. Assim, Anderson Aparecido Oliveira e Cairo Mohamad Ibrahim Katrib em Cotidiano (re) inventado: sociabilidades e relações de vizinhança no entorno do rio São Marcos em Goiás nos apresentam as festas em louvor a São Sebastião realizadas no sudeste goiano, em especial na região afetada pela Usina Serra do Facão. A partir dos relatos dos moradores, registrados sonora e visualmente, os autores refletem sobre a importância das festividades rurais na manutenção da cultura local. Já Josimar Faria Duarte, autor de Salve Festa Dies: devoção à Santa Rita de Cássia em Viçosa/MG, analisa a festa em louvor à Santa Rita de Cássia realizada em Viçosa-MG e as diversas formas de contato com o sagrado redefinidas pela efetivação das práticas devocionais expressas pelos fieis. Amailton Magno Azevedo, em Sambas, orixás e arranha-céus: a música de Geraldo Filme, promove uma interlocução entre a cultura popular, as africanidades e o samba por meio da trajetória do compositor e intérprete paulista Geraldo Filme e do samba paulista cantado e dançado como parte dos rituais profanos da Festa de Pirapora do Bom Jesus, no interior de São Paulo. O ensino de História é abordado no artigo Formación docente para enseñanzas de la Historia inclusivas, de Alícia Graciela Funes, professora da Universidad Nacional del Comahue, na Argentina, que apresenta a perspectiva da educação inclusiva para a compreensão da realidade histórica a partir das memórias e histórias de vida dos alunos (as). O artigo Las mujeres en la enseñanza de la Historia: ¿hasta cuándo serán invisibles? dos professores Joan Pagès Blanch e Edda Santi Obiols, da Universidad Autónoma de Barcelona, discute o currículo escolar espanhol, a formação de professores de História e as relações de gênero legitimadas no ensino de História e nos livros didáticos questionando a história produzida na perspectiva dos "vencedores" que têm relegado à invisibilidade a atuação das mulheres docentes. Astrogildo Fernandes da Silva Jr. e Selva Guimarães Fonseca em Significados do ensino de História para jovens estudantes de escolas urbanas e rurais abordam as representações sobre o ensino de História produzidas por jovens e adultos das áreas urbana e rural nas cidades de Araguari, Patos de Minas e Uberlândia. O artigo O Selvagem: a representação juvenil no cinema hollywoodiano, de Carlos Vinicius dos Santos, discute o filme e os cartazes publicitários produzidos sobre O Selvagem (1953), destacando a atmosfera sociocultural dos EUA nos primeiros anos da década de 1950, momento de consolidação do cenário político da Guerra Fria e da produção de novas representações sobre a juventude nos meios de comunicação de massa: imprensa, propaganda e cinema. Na seção Artigos livres, o artigo A apropriação das copas do mundo de futebol de 1934 e 1938 no governo Vargas por meio do jornal O Estado de S. Paulo, de Cibelle Cordeiro Carrara apresenta pesquisa realizada no jornal O Estado de São Paulo e investiga a apropriação das copas do mundo de 1934 e 1938 pelo governo de Getúlio Vargas. Philipe Murillo S. de Carvalho, autor do artigo Trabalhadores do comércio, controle social e luta por direitos no sul da Bahia (1920- 1930) discute o controle social das classes dominantes e as ações organizadas por trabalhadores do sul da Bahia para reivindicar direitos e melhores condições de trabalho na última década da Primeira República. Na seção Relato de experiência, Bruno Taumaturgo Bandeira em O jornal integralista ACÇÃO: o trabalho com fontes em acervos digitalizados nos apresenta um exercício minucioso de descrição e análise do jornal integralista Acção, parte integrante do acervo de periódicos digitalizados do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Na seção Transcrição de documentos temos a reprodução de dois artigos da década de 1930 sobre o cinema brasileiro e o cinema educativo, publicados no jornal O Estado de São Paulo e na revista de cinema Cinearte. Ambos fazem parte do corpus documental analisado na dissertação da professora Angela Aparecida Teles, Cinema contra cinema: o cinema educativo em São Paulo nas décadas de 1920/30. A Revista também conta com a resenha do livro Ontem ao luar: o cotidiano boêmio da cidade de Uberlândia (MG) nas décadas de 1940 a 1960 publicado pela EDUFU em 2012, e resenhada pelo Professor Florisvaldo Paulo Ribeiro Júnior. Esperamos que os leitores apreciem o presente número da Revista e que os artigos possam contribuir para a projeção de novos olhares e interpretações sobre a história vivida, pesquisada e estudada. Angela Aparecida Teles Cairo Mohamad Ibrahim Katrib Organizadores

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-12-26
Seção
Apresentação