O Selvagem: a representação juvenil no cinema hollywoodiano

  • Carlos Vinicius Silva dos Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Guerra Fria, Estados Unidos da América, Juventude, Hollywood

Resumo

O presente estudo aborda a atmosfera sociocultural da sociedade dos Estados Unidos da América no período referente aos primeiros anos da década de 1950, momento de consolidação do cenário político da Guerra Fria. No referido período surgem na sociedade norte-americana novas demandas sociais e culturais que seriam absorvidas pela indústria midiática em um processo de mercantilização das tensões sociais que se apresentavam. Neste contexto, a indústria cinematográfica hollywoodiana busca dialogar com a realidade cultural da juventude norte-americana, apresentando enredos voltados a este público. Desta forma, o artigo empreende a análise da obra cinematográfica "O Selvagem" (The Wild One - dir.: Laslo Benedek, 1953) com o objetivo de examinar as maneiras através das quais se deu o citado processo, bem como a relação da película com o contexto político do período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Vinicius Silva dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Bacharel em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestrando do Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC/UFRJ). Pesquisar do Núcleo de Estudos da História das Américas e Europa (NEHAE/IH/UFRJ), onde desenvolve pesquisas relacionadas à área de Cultura Midiática e Sociedade de Consumo.
Publicado
2012-12-26
Seção
Dossiê Cultura popular, ensino de História e linguagens audiovisuais