Impactos socioambientais da construção de barragens sobre territórios rurais o caso do município de Moreno, Pernambuco

Main Article Content

Leandro Muniz Barbosa da Silva
Vanice Santiago Fragoso Selva
Wagner José de Aguiar

Resumo

O Rio Jaboatão, que corta o município de Moreno, anualmente transborda, afetando uma parcela significativa da população que mora nos locais próximos ao seu entorno. Com o intuito de resolver os problemas de abastecimento de água e minimizar o impacto das enchentes do rio, o governo do Estado de Pernambuco está construindo em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a Barragem do Engenho Pereira, situada no município de Moreno. Se for concluída, a construção alagará uma área de 263 hectares de terras às margens do rio, estendendo-se por áreas do Assentamento Rural Hebert de Souza (AHS). Em razão desta medida, 42 famílias de pequenos agricultores do assentamento foram removidas para outra localidade e indenizadas no ano de 2013. O objetivo da pesquisa foi analisar os impactos socioambientais ocasionados pela implantação das obras de construção da Barragem do Engenho Pereira sobre a comunidade do AHS. Foram utilizadas técnicas de entrevista coletiva e individual para analisar a percepção dos assentados atingidos. A implantação da obra da barragem vem ocasionando diversos problemas, desencadeou conflitos, impactos ao meio físico-natural e uso ineficiente dos recursos públicos. Os resultados demonstram uma correlação entre os impactos negativos apontados pelo Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) do empreendimento com os relatos feitos pelos entrevistados. Nota-se um claro descaso dos órgãos responsáveis pela construção do empreendimento. Pouco foi levado em consideração no que diz respeito aos impactos causados pela dinâmica dos deslocamentos das famílias e direitos básicos foram violados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Silva, L. M. B. da, Selva, V. S. F., & Aguiar, W. J. de. (2019). Impactos socioambientais da construção de barragens sobre territórios rurais. CAMPO - TERRITÓRIO: REVISTA DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 14(33 Ago.). https://doi.org/10.14393/RCT143310
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Leandro Muniz Barbosa da Silva, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (2017) e atualmente cursa mestrado acadêmico no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema) da Universidade Federal de Pernambuco.

Vanice Santiago Fragoso Selva, Universidade Federal de Pernambuco

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (1980), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (1988), doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e Pós-Doutorado na Universidade Nova de Lisboa na faculdade de Ciência e Tecnologia (2012-2013).