Nas trilhas do quilombo diálogos sobre a caracterização de um conceito ainda em construção

Main Article Content

Aline da Fonseca Sá e Silveira
Emerson Costa de Melo

Resumo

O termo quilombo, desde suas primeiras abordagens até os dias de hoje, apresenta diferentes definições. Incorporado e amplamente utilizado nas Ciências Sociais, os quilombos são apreendidos pela Geografia Agrária de forma aparentemente superficial e pouco crítica, o que interfere diretamente em sua compreensão e, consequentemente, na caracterização de seus sujeitos. Os quilombolas ou remanescentes de quilombos possuem modos peculiares de se relacionar com a terra, fator histórico relevante e essencial para a concepção da formação do espaço agrário brasileiro. Diante tal indagação, pretende-se neste artigo promover o debate acerca da construção do conceito de quilombo contribuindo, assim, para a definição do mesmo. Para tanto, fez-se necessário investigar as possíveis origens etimológicas do conceito em questão e analisar o modelo de organização das sociedades agrárias negro-africanas afim de compreender o movimento de territorialização da população negra em terras brasileiras, especificamente, nos chamados territórios de quilombos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Silveira, A. da F. S. e, & Melo, E. C. de. (2020). Nas trilhas do quilombo . CAMPO - TERRITÓRIO: REVISTA DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 15(35 Abr.), 121-149. https://doi.org/10.14393/RCT153505
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Aline da Fonseca Sá e Silveira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Graduada em Geografia pela Universidade Federal Fuminense - UFF, pós graduada em Educação e Relações Etnicorraciais pelo CEFEF/RJ, mestre e doutoranda pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ - e bolsista FAPERJ.
PPGEO/UERJ

Emerson Costa de Melo, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Graduado em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP, mestre em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG e doutorando pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ - e bolsista FAPERJ.
PPGEO/UERJ.