DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS DOENÇAS TROPICAIS NEGLIGENCIADAS NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

Main Article Content

Antonio Chigogoro Titosse
Elivelton da Silva Fonseca
Marcus Vinicius Pimenta Rodrigues
Ana Paula Marques Ramos
Rogério Giuffrida
Alba Regina Azevedo Arana

Resumo

Este artigo tem como objetivo caracterizar a incidência de doenças tropicais negligenciadas na região do oeste do estado de São Paulo entre 2007 e 2017. Trata-se de um estudo ecológico descritivo, com abordagem espaço-temporal, tendo por fonte de dados o Sistema de Agravos de Notificação (SINAN), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram elencadas 5 doenças: Dengue, Leishmaniose, Tuberculose, Hanseníase e Esquistossomose nos 45 municípios do Estado de São Paulo que compõe a Rede Regional de Assistência a Saúde (RRAS) de número 11, a RRAS11. A taxa de incidência das doenças elencadas em cada um dos 45 municípios da RRAS foi calculada através da razão entre o número de casos da doença e o número de habitantes no município em 2010.  Através das taxas de incidência foi possível observar uma distribuição heterogênea dessas doenças nos 45 municípios em estudo, com maior incidência, em toda a região, de dengue e tuberculose. A comparação das taxas de incidência entre os diferentes municípios do Oeste Paulista nos permitiu identificar as populações em risco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Antonio Chigogoro Titosse, Ministério da Saúde de Moçambique

Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional - Universidade de Oeste Paulista (2017); Biólogo (2010) - Universidade Pedagógica de Moçambique; Ministério da Saúde de Moçambique desde 2001.

Elivelton da Silva Fonseca, Universidade Federal de Uberlândia- UFU

Ph.D. em Geografia na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (UNESP). Tem trabalhado em Geografia da Saúde e análise espacial de Doenças Tropicais Negligenciadas. Concluiu uma bolsa de pós-doutorado na Louisiana State University, em Baton Rouge LA (2015), onde trabalhou em Modelagem Geoespacial para a Saúde Ambiental, especialmente novas tecnologias em Sistemas de Informações Geográficas (SIG) e Sensoriamento Remoto para a vigilância de Leishmanioses. Além disso, trabalhou como pesquisador visitante na NASA, Marshall Space Flight Center, Huntsville AL (2015), foi pesquisador visitante com recurso da FAPESP na Research School of Population Health, Australian National University (ANU) (2017).

Marcus Vinicius Pimenta Rodrigues , Universidade do Oeste Paulista

possui graduação em Biomedicina pela Organização Educacional Barão de Mauá, especialização em Biomedicina estética pelo NEPUGA, e mestrado em Biotecnologia pela Universidade de Ribeirão Preto, pós-graduado em Tipagem Molecular Bacteriana e Mecanismos de adaptação bacterianos: biofilmes, hipermutabilidade e resistência a antibióticos pela European Society of Clinical Microbiology and Infectious Diseases (ESCMID), e Doutorado em Doenças Tropicais pela Faculdade de Medicina de Botucatu-UNESP. Atualmente é docente permanente do Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado) em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional - MMADRE e docente colaborador do Mestrado em Ciências da Saúde.

Ana Paula Marques Ramos, Universidade do Oeste Paulista

Doutora (2015) e mestre (2011) em Ciências Cartográficas pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Presidente Prudente, na linha de pesquisa ?Cartografia e Sensoriamento Remoto. Graduou-se (2008) em Engenharia Cartográfica, também, pela UNESP.

Atualmente, é professora adjunta do Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). 

Rogério Giuffrida, Universidade do Oeste Paulista

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (1994), mestrado em Medicina Veterinária na área de Vigilância Sanitária pela pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-Botucatu (2000) e doutorado em Medicina Veterinária Preventiva pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Botucatu -2007).

Atualmente é professor do Curso de Medicina Veterinária da Universidade do Oeste Paulista e do Programa de Pos Gradução em meio Ambiente e Desenvolvimento regional da Unoeste.

Alba Regina Azevedo Arana, UNOESTE

Geografa pela UNESP/FCT

Mestre e Doutora em Geografia pela USP de São Paulo

Coordenadora do Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional -UNOESTE

Diretora da Faculdade de Artes, Ciencia, Letras e Educação de Presidente prudente- UNOESTE

Coordenadora do Curso de Geografia da Unoeste