MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO DO SÍTIO URBANO DE JATAIZINHO, BAIXO CURSO DO RIO TIBAGI –PR

Main Article Content

Rodrigo Vitor Barbosa Sousa
Paulo Cesar Rocha
Isabel Cristina Moroz-Caccia Gouveia
Julio Kiyoshi Hasegawa

Resumo

As formas de relevo do sítio urbano de Jataizinho, baixo curso do Rio Tibagi – PR, foram mapeadas com o objetivo de auxiliar o entendimento das causas responsáveis pelas inundações nesta cidade. O mapeamento geomorfológico foi realizado por meio de estereoscopia digital, de modo que o modelo estereoscópico foi construído com base em aerofotos da década de 1970, com escala de 1:25000, as quais foram georreferenciadas através de coordenadas geodésicas obtidas por meio de técnicas GNSS. As formas de relevo mapeadas foram colina – Dc, terraço – Atf e planície fluvial – Apf. O nível de margens plenas do Rio Tibagi foi calculado em 339,346 m e a cota zero do primeiro lance de régua da estação fluviométrica de Jataizinho – 64507000 – foi calculada em 334,020 m. Através da sobreposição de imagens orbitais, verificou-se que atualmente muitas planícies fluviais – Apf –, são ocupadas pelos moradores da cidade de Jataizinho. Os resultados obtidos mostraram-se satisfatórios, de modo que o mapeamento geomorfológico poderá ser utilizado como ferramenta de apoio ao planejamento territorial e ambiental da cidade de Jataizinho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Rodrigo Vitor Barbosa Sousa, UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - FCT/UNESP.

Doutorando em Geografia, pela FCT/UNESP.

Paulo Cesar Rocha, Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá (1991), mestrado e doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais pela Universidade Estadual de Maringá (1995/2002). Pós-Doutorado no PEA/UEM/School of Environmental Sciences/University of Liverpool (2015). Atualmente é professor Assistente Doutor da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista-UNESP. Pesquisador do CNPq, tem experiência na área de Geociências/Geografia Física, com ênfase em Geomorfologia e Dinâmica Fluvial, atuando principalmente nos seguintes temas: geomorfologia fluvial, hidrodinâmica, regime hidrológico, morfologia e dinâmica de planícies fluviais, limnologia fluvial e sedimentologia fluvial. Coordenador do Laboratório de Geologia, Geomorfologia e Recursos Hídricos da FCT/UNESP. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Geografia - Mestrado Profissional da FCT/UNESP.