O PERFIL DO PROFESSOR DE GEOGRAFIA NO BRASIL: ENTRE O PROFISSIONALISMO E A PRECARIZAÇÃO

Main Article Content

Eduardo Donizeti Girotto
Najla Mehana Mormul

Resumo

Neste trabalho, apresentamos e discutimos o perfil dos professores de geografia no Brasil. Para a construção da análise, utilizamos os microdados do Censo Escolar de 2017, identificando os docentes com e sem licenciatura em geografia que ministraram aulas desta disciplina no ensino fundamental e médio no referido ano. Os dados foram tabulados a partir de diferentes variáveis e espacializados, permitindo uma melhor compreensão da distribuição geográfica dos docentes no território nacional. A análise aponta que 51% dos docentes de Geografia não possuem licenciatura plena na área, descumprindo a legislação educacional brasileira. Além disso, indica que ainda estamos distantes de alcançar as condições de formação e de trabalho necessárias ao processo de profissionalização da docência em Geografia no país. Tais dados alertam também para o risco do atual conjunto de reforma educacionais, em especial, a reforma do Ensino Médio que podem contribuir para a legitimação da precariedade da formação e do trabalho docente no Brasil, com possíveis impactos sobre a qualidade e o direito à educação pública no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Eduardo Donizeti Girotto, Professor Doutor do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo

Doutor em Geografia Humana. Professor Doutor do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo. Coordenador do Laboratório de Ensino e Material Didático

Najla Mehana Mormul, Professora Adjunta do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Doutor em Geografia. Professora Adjunta do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.