O COMÉRCIO DE TERRAS E A EXTRAÇÃO DA RENDA FUNDIÁRIA URBANA EM CIDADES DO RIO GRANDE DO NORTE: UM ESTUDO DE CASO DAS CIDADES DE BOA SAÚDE, LAGOA SALGADA E SERRA CAIADA-RN

Main Article Content

Francisco Aracildo de Moura
Ademir Araújo da Costa
José Erimar dos Santos

Resumo

Esta pesquisa discute o parcelamento de terras a partir dos loteamentos existentes nas cidades de Boa Saúde, Lagoa Salgada e Serra Caiada no Rio Grande do Norte, onde o comércio de terras vem ocorrendo intensamente. Assim, buscamos compreender as motivações para que a terra venha sendo posta a venda por meio de lotes, o que tem impulsionado, principalmente, a extração da renda fundiária urbana nas cidades em tela. Nesse contexto, analisamos a terra enquanto provedora e sua função social para o povo até a aprovação da Lei de Terras aqui no Brasil, a qual reconfigura o modo de acesso à terra, colocando-a como produto. A terra, transformada em produto passível de uso e de troca, a posse desse bem, possibilita que o seu proprietário faça a extração das diferentes rendas: de monopólio, diferencial e absoluta, a depender das características existentes na terra posta no mercado. Observando as características dos loteamentos analisados em cada cidade, nos conduziu a compreensão de como vem se dando o processo de parcelamento e loteamento de terras em cidades potiguares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Francisco Aracildo de Moura, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutorando em Geografia, PPGE-UFRN; Mestre em Geografia, PPGE-UFRN, 2016. Especialista em Educação de Jovens e Adultos com

Ademir Araújo da Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Possui Graduação em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1976), Mestrado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991) e Doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e Pós-Doutorado pela Universidade de Barcelona (2013). Atualmente é Professor Titular Nível E da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, lotado no Departamento de Geografia, sendo professor do Programa de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia (UFRN) em nível de mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Urbana e Geografia do Nordeste, atuando principalmente nos seguintes temas: verticalização das cidades, crescimento urbano, impactos socioespaciais, segregação e desigualdades regionais.

José Erimar dos Santos, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO - UFERSA

Licenciado em Geografia pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) (2005-2009). Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) (2010-2012). Doutor em Geografia por esta mesma universidade (2013-2015).