O DISCURSO FUNDAMENTALISTA RELIGIOSO JUDAICO CRISTÃO ENQUANTO COMPONENTE DOS ESPAÇOS ESCOLARES PÚBLICOS VIVENCIADOS POR TRAVESTIS

Main Article Content

André de Morais
Adriana Gelinski

Resumo

O presente trabalho concentra-se no seguinte objetivo: compreender como o
fundamentalismo religioso judaico-cristão utilizado enquanto instrumento de
discurso, pode reforçar a opressão sofrida pelo grupo de Travestis nos espaços das
escolas públicas. Como recorte espaço-escalar, utilizou-se de dois exemplos de
cidades, média e grande, respectivamente, Ponta Grossa – PR e Maringá – PR.
Busca-se evidenciar a influência do discurso religioso fundamentalista,
experienciado pelo grupo de travestis residentes dos municípios em questão, que já
ultrapassaram idade escolar e, por suposto, vivenciaram em algum momento de
suas trajetórias de vida, a espacialidade da escola. Foram realizadas 10 entrevistas
seguindo roteiro semiestruturado, sendo posteriormente transcritas, sistematizadas e
analisadas. Dentre as evocações classificadas a partir de espacialidades e
categorias discursivas, localizou-se a espacialidade escolar que, majoritariamente,
se concentrou através da escola pública, instituição educacional que, em tese, tem
por diretrizes, corresponder à laicidade estatal brasileira. Tal espacialidade aparece
como uma das que representam mais desconforto por parte das travestis, estando
permeada pelo discurso religioso que reitera o mecanismo de gênero alimentado por
discursos binários, heterossexuais, ou seja, pelo processo sexualizador do pecado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos