AGRONEGÓCIO E DEPENDÊNCIA: UMA PERSPECTIVA DE ANÁLISE SOBRE A REGIÃO DO MATOPIBA

Main Article Content

Glaycon Vinicios Antunes de Souza
Laís Ribeiro Silva

Resumo

O agronegócio no início deste século vem passando por transformações em sua constituição, que acompanharam as reformulações do sistema capitalista, cada vez mais internacionalizado e financeirizado. Esse processo implica em uma reorganização produtiva do território, que viabiliza a formação de regiões especializadas na produção de commodities agrícolas, como o MATOPIBA (formada por porções dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). É possível perceber, a partir da análise de regiões como o MATOPIBA, que o aprofundamento das relações de produção vincula-se a um contexto maior de reafirmação da posição dependente do Brasil na divisão internacional do trabalho, que tem como base a centralidade da produção de commodities na pauta exportadora. Trata-se de um processo que traz implicações para o território, como situações de superexploração do trabalho e dos recursos naturais, aqui compreendida através de revisão bibliográfica e análise de dados secundários. O objetivo desse trabalho foi indicar como o surgimento de regiões competitivas agrícolas pode estar relacionado com a questão da reafirmação da dependência no contexto internacional. A principal conclusão é que o processo de expansão do agronegócio globalizado (a partir de 2000) no MATOPIBA vem acirrando a vulnerabilidade do território.  


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Glaycon Vinicios Antunes de Souza, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP, Brasil

Graduado (licenciatura e bacharelado) e mestre em geografia pela Universidade Federal de Uberlândia. Doutorando em geografia pela Universidade Estadual de Campinas.