COBERTURA VEGETAL E QUALIDADE DE VIDA: CIDADE DE GUANAMBI, SEMIÁRIDO BAIANO

Main Article Content

Carlos Magno Santos Clemente
Deborah Marques Pereira
Hellen Pereira Cotrim Magalhães
Caroline Gonçalves Araújo

Resumo

A presença da cobertura vegetal em áreas urbanas é um indicador relevante para caracterizar a qualidade de vida da população residente nas cidades. Porém, no Brasil as políticas públicas relativas à cobertura vegetal urbana apresentam-se de forma deficitária e pouco expressiva. Desse modo, a pesquisa teve como objetivo quantificar e analisar a cobertura vegetal na cidade de Guanambi (BA). Como instrumentos de análises foram utilizados os softwares ENVI 5.5 e ArcGIS 10.2.2. Para tanto, foram realizados cálculos de Índice de Cobertura Vegetal (ICV) e Índice de Cobertura Vegetal por Habitante (ICVH) para quantificar a vegetação. Observou-se que os valores encontrados para ICVH foram abaixo dos padrões recomendados pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (12,63 m²/hab.). Além disso, foram constatados valores baixos de ICV em loteamentos recentes e nas regiões periféricas. Por outro lado, há áreas com expressiva concentração espacial de cobertura vegetal na cidade. Desse modo, o estudo reforça a necessidade de políticas públicas efetivas para garantir a conservação e o aumento da cobertura vegetal na cidade de Guanambi, principalmente nas áreas periféricas e nos loteamentos recentes.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Carlos Magno Santos Clemente, Centro universitário UniFG/Docente

Centro Universitário UniFG/ Observatório UniFG do Semiárido Nordestino 

Dutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia-Tratamento da Informação Espacial da PUC (MG). Graduado em Geografia e mestre pela Universidade Estadual de Montes Claros

Deborah Marques Pereira, Centro universitário UniFG/Docente

Centro Universitário UniFG/ Observatório UniFG do Semiárido Nordestino 

Doutoranda pela Universidade de Buenos Aires

Hellen Pereira Cotrim Magalhães, Centro universitário UniFG/Mestranda

Centro Universitário UniFG/ Observatório UniFG do Semiárido Nordestino 

Mestranda  pelo Programa de Pós Graduação Strictu Sensu em Direito da UniFG. Graduada em Direito pelo Centro Universitário UniFG

Caroline Gonçalves Araújo, Centro universitário UniFG/Graduanda

Centro Universitário UniFG/ Observatório UniFG do Semiárido Nordestino 

Graduanda do curso de Direito do Centro Universitário UniFG