GEODIVERSIDADE E ANTROPOGEOMORFOLOGIA: POSSIBILIDADES PARA A CONSERVAÇÃO DO GEOPATRIMÔNIO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO

Main Article Content

Mauricio Mendes Von Ahn
Adriano Luís Heck Simon

Resumo

Este artigo foi desenvolvido com o objetivo de analisar as possibilidades de inserção da abordagem antropogeomorfológica no estudo das formas do relevo associadas aos geossítios em áreas de mineração a céu aberto, a fim de subsidiar ações de geoconservação e promoção desse geopatrimônio. Foram analisados conceitos que colaboraram com as discussões sobre a conservação da natureza abiótica, seja ela natural ou antropogênica, bem como os reflexos imediatos sobre a biodiversidade. Ponderações sobre a possível relação da abordagem antropogeomorfológica com os princípios da geoconservação foram realizadas, considerando as áreas sob forte intervenção antropogênica, vinculadas às atividades de mineração a céu aberto. Conclui-se que é extremamente importante compreender a ação humana e a escala temporal de organização espacial das formas do relevo em geossítios situados em áreas de mineração a céu aberto. A herança deste processo de intervenção pode ser caracterizada a partir da análise antropogeomorfológica pautada na cartografia geomorfológica, que remete a todo um processo histórico de uso e ocupação pelas atividades de mineração e que podem ser interpretados cientificamente, pedagogicamente, culturalmente e economicamente por ações de geoturismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mauricio Mendes Von Ahn, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Licenciado e Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Pelotas.

Adriano Luís Heck Simon, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Pelotas. Mestrado e Doutorado em Geografia (Organização do Espaço) pela Universidade Estadual Paulista (IGCE/Rio Claro). Tem experiência na área de Geografia Física, com ênfase em Geomorfologia Aplicada ao Planejamento Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Geodiversidade, Patrimônio geomorfológico e Geoconservação; Cartografia Geomorfológica e Relações Morfodinâmica X Ocupação e Uso das Terras e Geomorfologia Antropogênica. Coordenador do Grupo de Pesquisas em Geomorfologia e Meio Ambiente (UFPel) e pesquisador vinculado ao Grupo de Pesquisa em Geomorfologia e Planejamento Ambiental (UNESP/Rio Claro). Professor Adjunto IV na Universidade Federal de Pelotas, atua nos cursos de Graduação em Geografia (Licenciatura e Bacharelado) e Pós-graduação em Geografia (Mestrado). Atualmente é coordenador do Programa de Pós-graduação em Geografia (2016-2018). Membro do Laboratório de Estudos Aplicados em Geografia Física - LEAGEF/UFPEL (http://ich.ufpel.edu.br/leagef/) e Editor Chefe da Revista Geographia Meridionalis (ISSN 2446-9165).