TRANSIÇÃO MIGRATÓRIA E URBANA NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - 1950 a 2010

Main Article Content

Aurelia Hermínia Castiglioni

Resumo

Os efeitos das transformações socioeconômicas e dos percursos dos processos de transição ocorridos no Espírito Santo, a partir da metade do século XX, resultaram em novos modelos migratórios e de urbanização. Este estudo se propõe a analisar a progressão e as modificações nos modelos de migração e de urbanização no Espírito Santo, em particular na Região Metropolitana da Grande Vitória - RMGV, decorrentes da evolução conjunta do processo de desenvolvimento e das transições demográfica, migratória, urbana e econômica, na segunda metade do século XX e início do século atual. A análise dos níveis, da evolução dos processos focalizados e de suas inter-relações é feita a partir de indicadores demográficos construídos com dados censitários produzidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. Os resultados mostram que a dinâmica demográfica do Espírito Santo evoluiu da fase caracterizada por crescimento elevado da população e acentuada migração rural-urbana a uma nova etapa, de redução conjunta do crescimento natural ou vegetativo, dos movimentos rural-urbanos e do crescimento da população da Região Metropolitana da Grande Vitória, atualmente cenário de forte migração intra e interurbana e de deslocamentos para trabalho e estudo, que ocorrem principalmente entre os municípios que a formam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Aurelia Hermínia Castiglioni, Universidade Federal do Espirito Santo

Formação: Mestrado e Doutorado em Demografia

Instituição: Université Catholique de Louvain - Bélgica

Trabalho: Programa de Pós-Graduação em Geografia

Instituição: UFES