ANÁLISE DAS UNIDADES GEOMORFOLÓGICAS DA IBIAPABA SETENTRIONAL (NOROESTE DO ESTADO DO CEARÁ, BRASIL)

Marcelo Martins de Moura-Fé

Resumo


Em que pese a importância das serras úmidas no estado do Ceará, seja enquanto ambiente de exceção ao contexto de predomínio semiárido, seja para o processo de ocupação do território cearense, notabilizado pelo regime de complementaridade à atividade pecuária desenvolvida nos núcleos urbanos situados no ambiente sertanejo, a história natural dos modelados que condicionam tais ambientais ainda apresenta-se pouco desenvolvido na literatura científica, particularmente, no aspecto evolutivo geomorfológico. Um passo importante para preencher tal lacuna constitui o objetivo principal deste trabalho, que é o de realizar a individualização das unidades de relevo presentes e mais significativas na região da Ibiapaba setentrional, perfazendo na sequência a análise e a interrelação de cada unidade mapeada. Metodologicamente, o itinerário percorrido foi compartimentado em duas linhas: no embasamento teórico, centrado na abordagem morfoestrutural da ciência geomorfológica (a qual embasou a compartimentação e a análise geomorfológicas) e na utilização de um contingente técnico associado (etapas de gabinete, campo e laboratório). Os resultados alcançados, apresentados nas discussões feitas e nos materiais gráficos elaborados (mapas, perfis e fotos editadas), permite fazer uma análise do quadro geomorfológico da Ibiapaba, condição para o conhecimento do relevo e seus aspectos evolutivos, acessíveis a partir da interrelação das unidades geomorfológicas.


Palavras-chave


Mapeamento Geomorfológico. Patrimônio Natural. Patrimônio Geomorfológico. Geodiversidade. Geoconservação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG186311