GEOSSISTEMAS: INTERPRETAÇÃO E APLICAÇÃO DE UM CONCEITO PARA UMA PROPOSTA DE ZONEAMENTO AMBIENTAL NA BACIA DO RIO PARAIBUNA, ZONA DA MATA MINEIRA

Roberto Marques Neto, Geovane Caon de Oliveira, Elver Lonie Nunes Rodrigues, Alexander de Oliveira

Resumo


O conceito de geossistema apresenta auspicioso potencial para o ordenamento territorial, que pode ser levado a efeito segundo suas bases teóricas e seus pressupostos metodológicos. Pautado nessa premissa, o presente trabalho apresenta uma proposta de zoneamento ambiental para a bacia hidrográfica do rio Paraibuna, localizada na parte sudeste do estado de Minas Gerais (Zona da Mata Mineira), estabelecida a partir da concepção geossistêmica. Os geossistemas foram interpretados em seus níveis topológicos em escala de 1/50.000, compatível com a grandeza sub-regional da bacia estudada, e as unidades básicas de mapeamento foram os grupos de fácies, cujo arranjo engendra indivíduos geográficos com diferentes aptidões ao manejo e uso de suas terras, e que foram tomados como referência central para o estabelecimento das seguintes unidades de zoneamento: Zona de Conservação; Zona de Uso Agropecuário Controlado; Zona de Uso Agropecuário Intensivo; Zona Urbana Consolidada; Zona de Expansão Urbana; Zonas de Uso Especial

Palavras-chave


Geossistemas; zoneamento ambiental; bacia do rio Paraibuna; grupo de fácies.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG186304