A ESTRUTURAÇÃO DE LUGARES INTRAURBANOS E A VULNERABILIDADE SOCIAL DE PORTO VELHO, RONDÔNIA

Reginaldo Martins da Silva de Souza

Resumo


O processo de urbanização que se configura como a força motriz de expansão das cidades brasileiras tem se acelerado nas últimas décadas nas chamadas cidades médias. Porto Velho/RO como uma das fronteiras de expansão do capital, conduzidas pelas políticas econômicas dirigidas para a Amazônia pós década de 1970, vivenciou e vivencia um acelerado processo de expansão de sua mancha urbana. Assim, o presente trabalho possui como objetivo analisar a distribuição da vulnerabilidade social nesta cidade e estabelecer a relação com o seu processo de urbanização. Como procedimentos metodológicos foram utilizadas técnicas de estatística descritiva, geoprocessamento e sobreposição cartográfica. Os resultados demonstraram que as zonas leste e sul da cidade de Porto Velho/RO são as zonas com os piores indicadores de vulnerabilidade social, principalmente em suas porções coincidentes com as áreas de expansão urbana pós 1985.

Palavras-chave


Vulnerabilidade Social; Porto Velho; Geoprocessamento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG186302