PLUVIOMETRIA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAÍBA: variabilidade e tendências

Danniella Carvalho Santos, Vanderlei Oliveira Ferreira

Resumo


Este artigo apresenta um estudo da pluviosidade da bacia hidrográfica do rio Paranaíba, que abrange áreas dos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e também do Distrito Federal. A ênfase recai sobre o quadro de variabilidade em diferentes escalas temporais e tendências anuais. Para isso foram utilizados dados de 22 postos pluviométricos da Agência Nacional de Águas (ANA), distribuídos espacialmente ao longo da área da bacia. Os dados compreendem o período 1979-2013 (35 anos). Após tabulação inicial, foram aplicadas técnicas adequadas à analise da variabilidade anual, sazonal, mensal e diária das chuvas, além de testes de tendências anuais. Foram identificados os meses mais chuvosos e mais secos e calculado o percentual de contribuição dos mesmos em relação ao total anual em cada posto pluviométrico. Nas análises diárias foram elaborados diagramas de frequência para diferentes intervalos de alturas pluviométricas. As análises de tendências apontam para redução das chuvas na maioria dos postos pluviométricos. Os resultados poderão ser utilizados para aprimoramento das iniciativas de gestão dos recursos naturais da bacia através de políticas públicas voltadas para este fim.


Palavras-chave


Variabilidade; Tendências; Precipitações; Bacia do Paranaíba.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG186301