ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DA CHUVA, NA MESORREGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM-PARÁ: CONTRIBUIÇÕES DA TÉCNICA DE SENSORIAMENTO REMOTO

Main Article Content

Marcos Ronielly Silva Santos
Maria Isabel Vitorino
Marcia Aparecida da Silva Pimentel
Jeferson Inayan de Oliveira Souto

Resumo

A identificação dos montantes de chuva para uma região corrobora para a gestão eficiente das politicas públicas e o desenvolvimento social, econômico e ambiental dos centros urbanos. A mesorregião metropolitana de Belém detém a maior concentração populacional e urbana da Amazônia Oriental, apresentando elevados índices pluviômetros durante todo o ano. Neste contexto o presente trabalho visa identificar a distribuição temporal e espacial da precipitação na mesorregião metropolitana de Belém e associa-la aos principais sistemas precipitantes que atuam na região. Para isto se utilizou o sensoriamento remoto por meio da técnica do CPC MORPHing technique (CMORPH) com resolução temporal de 30 min e espacial de 8/8 km. A partir da técnica empregada foram gerados mapas da distribuição têmporo-espacial da chuva com as médias mensais para os dozes meses do ano, decorrentes dos acumulados do período de Jan/2000 a Dez/2010. Os resultados mostram que há uma grande variação temporal e espacial da chuva na mesorregião evidenciando de modo satisfatório a sazonalidade regional da precipitação, com altos índices durante o período chuvoso e baixos índices no período menos chuvoso. Trabalhos que visem à interdisciplinaridade podem contribuir de forma eficaz para estruturação das ciências ambientais e para a tomada de decisões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marcos Ronielly Silva Santos, Universidade Federal do Pará

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais UFPA/EMBRAPA/MPEG. Especialista em Docência no Ensino Superior pela Faculdade Pan Americana (2015). Graduado em Tecnologia em Gestão Ambiental pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (2014). Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase na análise de paisagem por meio da utilização das técnicas de geoprocessamento, atuando principalmente nos seguintes temas: Recursos Hídricos, Impactos Ambientais, Climatologia e Vulnerabilidade Socioambiental. Exerceu monitoria das disciplinas de Geoprocessamento e Analise e Previsão do Tempo. Foi Bolsista de Iniciação Tecnológica e Industrial A no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM) (2013/2014) e participou da comissão organizadora do I Seminário de Geografia do IFPA.

Maria Isabel Vitorino, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Meteorologia pela Universidade Federal da Paraíba, mestrado em Meteorologia pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas e doutorado em Meteorologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Atualmente é Professora Adjunto dos cursos de Graduação em Meteorologia e Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Faculdade de Meteorologia da Universidade Federal do Pará, Belém-PA. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Climatologia e Dinâmica da Atmosfera, atuando principalmente nos seguintes temas: Climatologia de Múltiplas Escalas de Tempo, Estudo da Precipitação sobre o Brasil, Aplicação de Técnicas Estatísticas e de Ondeletas em Meteorologia, Oscilações Intrasazonais na América do Sul e Modelagem Estatística na Previsão de Tempo e Clima.

Marcia Aparecida da Silva Pimentel, Universidade federal do Pará

Geografia, Ciências Ambientais

Jeferson Inayan de Oliveira Souto, Universidade Federal do Pará

Meteorologista/Geociências