TENDÊNCIAS HIDROLÓGICAS NO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO UBERABA, EM MINAS GERAIS

Vítor de Oliveira Santos, Luiz Nishiyama

Resumo


O aumento da demanda hídrica por parte das médias e grandes cidades brasileiras tem gerado preocupações no poder público quanto ao abastecimento urbano. Na contramão do aumento da demanda por água, os sistemas hídricos parecem não mais suprir as necessidades impostas pela sociedade, sobretudo nos períodos de estiagem. A bacia hidrográfica do rio Uberaba ilustra esse cenário pois vem sofrendo escassez hídrica desde o início dos anos 2000. Desde então percebe-se a realização de medidas urgentes como a transposição das águas do rio Claro para suprir a demanda hídrica da cidade de Uberaba, além da criação da Área de Proteção Ambiental – APA rio Uberaba. Este trabalho tem como objetivo central analisar estatisticamente, através de testes de tendência, séries históricas de vazão no âmbito do alto curso do rio Uberaba. Justifica-se a escolha do alto curso do referido rio como objeto de estudo o fato de o abastecimento público do município de Uberaba ser realizado dentro de seus limites. Como método utilizou-se os testes de regressão linear, Mann-Kendall, Mann-Kendall Sazonal, Curvatura de Sen e o teste de homogeneidade de Pettitt. Os resultados indicam paulatina redução das vazões de estiagem e ligeiro aumento das vazões máximas.

Palavras-chave


Hidrologia; Disponibilidade hídrica; Geoestatística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG175814