ANÁLISE DA INFLUÊNCIA LITOLÓGICA E ESTRUTURAL A PARTIR DE MÉTODOS MORFOMÉTRICOS EM SEGMENTOS DE DRENAGEM NA PORÇÃO CIMEIRA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JEQUITINHONHA, MG

Main Article Content

Fabrício Antonio Lopes
Danielle Piuzana Mucida
Valdiney Amaral Leite
Alcione Rodrigues Milagres

Resumo

O estudo do padrão de drenagem da porção cimeira da bacia hidrográfica do Jequitinhonha foi realizado neste trabalho tendo como objetivos: a) Correlacionar as direções dos canais fluviais e respectivas ordens hierárquicas às estruturas geológicas regionais; b) Verificar o grau de influência dos aspectos litológicos e estruturais no padrão de drenagem da bacia e; c) Identificar estruturas que atuam como níveis de base locais em perfis longitudinais. Foram empregadas análises quantitativas de tratamento de direção dos canais fluviais e ordens hierárquicas, cálculo do índice de RDE em segmentos pré-selecionados e análise de perfis longitudinais. Constatou-se significativa influência litológica e estrutural no padrão/direção dos canais fluviais identificadas como nick points nos perfis longitudinais. Há segmentos de drenagem com anomalias de primeira e segunda ordem quanto ao índice RDE, o que reforça a influência das estruturas pré-cambrianas, reativadas no Cenozoico, no sistema hidrográfico da região. Acredita-se na potencialidade deste estudo como auxilio na caracterização, quantificação e fundamentação teórica de análises referentes ao processo evolutivo da paisagem e ao comportamento da rede de drenagem local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fabrício Antonio Lopes, Universidade Federal de Ouro Preto

Mestrando em Evolução Crustal e Recursos Naturais pela Universidade Federal de Ouro Preto.

Danielle Piuzana Mucida, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Doutora em Geologia, professora adjunta da UFVJM

Valdiney Amaral Leite, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando em Antropologia/Arqueologia pela Universidade Federal de Minas Gerais

Alcione Rodrigues Milagres, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais