A ATUAÇÃO DO CAPITAL INCORPORADOR E DO ESTADO NA CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE GUARAPUAVA-PR

Tairine Monielli Pontarolo, Lisandro Pezzi Schmidt

Resumo


O artigo trata das relações entre a mobilização do capital e a atividade imobiliária no segmento da produção da habitação para grupos de baixa renda. O objetivo foi analisar as transformações socioespaciais promovidas no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) na cidade de Guarapuava-PR. Os níveis da produção da habitação estabelecidos pela atividade imobiliária são representados na concentração das edificações em áreas novas e ainda pouco valorizadas. A estrutura formada pelos investimentos revela a centralização do capital e, consequentemente, a fragmentação da produção da habitação. A desigual distribuição do investimento e a comunicação dos agentes imobiliários com grupos de baixa renda potencializam os interesses privados e corporativos. A pesquisa contou com trabalho de campo, realização de entrevistas com os agentes envolvidos no PMCMV e pesquisa em jornal, além da consulta e análise de documentos oficiais referentes ao recorte espacial. A discussão parte do reconhecimento da reprodução das desigualdades sociais em novos patamares e de um aumento da base social de reprodução capitalista, que se desenvolve na produção de um cotidiano desigual em novos espaços que se revela, inclusive, em seu conjunto, como novas franjas de valorização imobiliária.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14393/RCG175710