INTEGRAÇÃO ENTRE IMAGENS ORBITAIS, CARTAS SINÓTICAS E DADOS COLETADOS EM SUPERF͍CIE PARA A IDENTIFICAÇÃO DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS

Main Article Content

Rodrigo Vitor Barbosa Sousa

Resumo

Este artigo tem por objetivo demonstrar como a integração entre imagens orbitais, cartas sinóticas e dados meteorológicos coletados em superfície pode ser aplicada para a identificação de alguns fenômenos meteorológicos, sob uma perspectiva da climatologia. Nesse sentido, torna-se uma contribuição ao processo ensino-aprendizagem de climatologia. A relação estabelecida entre os diferentes dados foi importante para entender a gênese dos fenômenos investigados e verificar como a dinâmica atmosférica em escala regional repercute em escala local. Assim, observa-se que os dados registrados na estação meteorológica refletem a dinâmica atmosférica, espacialmente mais perceptível por meio das cartas sinóticas e das imagens orbitais. Foram identificados fenômenos como: Frentes estacionárias, frentes oclusas, nebulosidade, vapor d'água e ciclones. A elaboração desse artigo é resultado das discussões teóricas e das atividades práticas realizadas com alunos de graduação em geografia, especificamente, na disciplina de climatologia. Além disso, é decorrente também dos conhecimentos adquiridos na disciplina Tópicos Especiais: Sensoriamento Remoto e Meio Ambiente, ofertada no curso de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista, Campus de Presidente Prudente, em parceria com professores da Universidade de Rennes 2, França.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Rodrigo Vitor Barbosa Sousa, UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - FCT/UNESP.

Doutorando em Geografia, pela FCT/UNESP.