PROPOSTA DE TRATAMENTO ALTERNATIVO PARA RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA CIDADE DE UBERLÂNDIA - MG

Main Article Content

Caroline Ferreira de Morais
Marlene Teresinha de Muno Colesanti

Resumo

O aterro sanitário é o principal meio de disposição final para os resíduos sólidos urbanos de Uberlândia. Alternativas, além das que estão em desenvolvimento no município, precisam ser pensadas já que o aterramento é uma opção com grandes impactos ao meio ambiente. Sendo assim, essa pesquisa tem como objetivo desenvolver uma proposta para a cidade de Uberlândia com uma nova alternativa de tratamento de resíduos sólidos urbanos que não priorize o seu aterramento e que traga maiores ganhos socioambientais. A metodologia consistiu em trabalhos de campo, levantamentos bibliográficos e referenciais, o qual baseou a elaboração da proposta com a adoção da tecnologia do Projeto Natureza Limpa, desenvolvido por uma empresa particular, localizada no município de Unaí - MG. A escolha da tecnologia teve como requisitos aquela que não priorizasse o aterramento de resíduos sólidos urbanos em seu processo. Portanto, os resultados são diminuição de emissões de gases de efeito estufa, aproveitamento do potencial energético da biomassa, retorno de matéria-prima ao mercado produtivo e ainda diminuição ou extinção de impactos ambientais decorrentes da má disposição dos resíduos. Consequentemente, os ganhos sociais se pautam na melhoria da saúde ambiental e o uso pela governança municipal de saldos creditícios positivos em benefício comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Caroline Ferreira de Morais, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (2013). Especialista em Gestão Ambiental pela Faculdade Católica de Uberlândia (2010). Possui graduação em Bacharelado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2008) e graduação em Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2006). Tem experiência na área de Meio Ambiente com ênfase em educação ambiental e gerenciamento de resíduos sólidos. Possui experiência também como docente na área de Geografia e Meio Ambiente.

Marlene Teresinha de Muno Colesanti, Universidade Federal de Uberlândia

Possui Graduação em Geografia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Catanduva (1971), Mestrado e Doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1985), (1995). Em 2001-2006 atuou como membro do conselho Estadual de Educação, é professora associada III do Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), atualmente, é diretora do Instituto. Possui experiência na área de Geografia, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, Educação Ambiental, Geografia Urbana e Percepção da Paisagem.