REPERCUSSÕES LOCAIS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS: URBANIZAÇÃO, GOVERNANÇA E PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA

  • Douglas Sathler UFVJM-NUGEO/FIH
Palavras-chave: Mudanças Climáticas, cidades, escala, participação popular.

Resumo

Os desafios na governança das cidades estão crescendo em todo o mundo com os novos riscos e vulnerabilidades associados às mudanças climáticas globais. A noção de que os governos locais desempenham papel chave na formulação e implementação de políticas de mitigação e adaptação a estas alterações ambientais, é confirmada pelo visível aumento das demandas por ações concretas na escala urbana. Cidades de todas as partes do mundo deverão realizar intervenções para evitar as consequências potenciais das mudanças do clima nas próximas décadas. Em um contexto de oportunidades e desafios, a participação popular e o envolvimento das comunidades são fundamentais para o sucesso de políticas urbanas. O estudo trás uma série de reflexões sobre a mitigação e adaptação nas cidades, a importância da escala nos estudos urbanos sobre as mudanças do clima, a governança local e o envolvimento de comunidades no planejamento e na gestão de impactos. Cidades bem administradas têm maior capacidade de se adaptar às mudanças climáticas globais e aos desdobramentos disso nas próximas décadas. Trabalhos desta natureza podem contribuir para que as cidades sejam mais bem sucedidas e sustentáveis, articulando ações para a proteção de seus habitantes. Nesse sentido, ações voltadas para a superação dos desafios urbanos da mudança do clima devem ter atenção especial às políticas com maior repercussão local, superando problemas ambientais básicos que ameaçam a saúde e a vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas Sathler, UFVJM-NUGEO/FIH
Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). Doutor em Demografia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da UFMG (CEDEPLAR-UFMG). Tem experiência na área de Geografia com ênfase planejamento urbano e regional e meio ambiente, em Geoprocessamento e tratamento da informação espacial, demografia e na construção e implementação de projetos educacionais. Em 2009, trabalhou como pesquisador Pós-Doc (CNPQ) junto ao programa de pós-graduação do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG (DESA).Trabalhou como Gestor de Ensino e Pesquisa na Fundação João Pinheiro (2009-2010), atuando em projetos de planejamento urbano e regional na escala metropolitana. Atualmente é Professor Adjunto II da Universidade dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM (Diamantina, MG). Leciona disciplinas nos cursos de Licenciatura em Geografia e de Humanidades. Coordenador do Laboratório de Estudos Urbanos e Regionais (LAUR) do NUGEO-UFVJM. Editor da Revista Espinhaço (UFVJM). Vice-coordenador do Grupo de Trabalho (GT) "População, Espaço e Ambiente" da ABEP. Credenciado como Docente no Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Gestão Integrada do Território (UNIVALE - Governador Valadares). Bolsista do PIBID-CAPES.
Publicado
2014-09-24