CONSTRUÇÃO DE SÉRIES TEMPORAIS DE EVAPOTRANSPIRAÇÃO REAL POR SENSORIAMENTO REMOTO USANDO REGRESSÃO LINEAR: ESTUDO DE CASO NA BACIA DO RIO PRETO -DF

  • Morris Scherer Warren Agência Nacional de Águas
  • Lineu Neiva Rodrigues Embrapa Cerrados
Palavras-chave: hidrologia, irrigação, MODIS, manejo de bacias hidrográficas.

Resumo

Estimativas remotas de evapotranspiração real têm sido utilizadas no monitoramento do balanço hídrico de bacias hidrográficas. Diferentes métodos têm sido empregados para a estimativa da evapotranspiração por sensoriamento remoto, incluindo métodos de bases físicas que utilizam a equação de balanço de energia. Mas o processamento da equação de balanço de energia é complexo e operacionalmente não eficiente. O objetivo do presente artigo é apresentar um procedimento que utiliza regressão linear para estimar a evapotranspiração real em diferentes imagens do sensor Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS), tornando mais ágil a construção de uma série temporal de evapotranspiração. A utilização de regressão linear, conjuntamente com o emprego da equação de balanço de energia em uma imagem de referência, se mostrou um procedimento viável, com erro máximo de 6% em todas as imagens analisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Morris Scherer Warren, Agência Nacional de Águas
Geógrafo pela UFSC, mestre em sensoriamento remoto pelo INPE, doutor em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos pela UNB, trabalha desde 2004 na Agência Nacional de Águas
Publicado
2012-10-18
Seção
Artigos