PADRONIZAÇÃO DE LIMIARES DE ÁREA ACUMULADA MÁXIMA PARA DEFINIÇÃO DE REDES DE DRENAGEM ATRAVÉS DE MODELOS DIGITAIS DE ELEVAÇÃO EM DIFERENTES ESCALAS

Main Article Content

Cézar Clemente Pires dos Santos
Shozo Shiraiwa

Resumo

A topologia e geometria das redes de drenagem têm contribuído substancialmente para os estudos em geomorfologia e hidrologia, incluindo modernos modelos de evolução da paisagem. Este trabalho tem como objetivo apresentar uma metodologia para extração automatizada de redes de drenagem utilizando limiares de fluxo acumulado em ambiente SIG. A metodologia pode ser dividida nas seguintes etapas: (a) construção do Modelo Digital de Elevação (MDE) hidrologicamente corrigido, (b) delimitação das bacias de drenagem a partir do MDE considerando a hierarquização de bacias de drenagem proposta por Strahler, (c) cálculo dos atributos morfométricos das bacias de drenagem e (d) análise estatística multivariada (análise de grupos e análise de componentes principais). Neste trabalho são apresentados algoritmos para a extração da rede de drenagem utilizando dados do sensor ASTER GDEM e dados do radar SRTM na escala 1:1.600.000 (Bacia hidrográfica) e na escala 1:500.000 (microbacia). A partir da análise dos diferentes limiares de fluxo acumulado pode observar que a escala e a resolução espacial dos MDEs interferem na hierarquia hídrica proposta por Strahler. Os resultados obtidos sugerem a viabilidade de aplicação da mesma seqüência de procedimentos para outras bacias hidrográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Cézar Clemente Pires dos Santos, UFMT

Biólogo e Especialista em Geoprocessamento de Imóveis Rurais Mestrando em Recursos Hidricos pela Universidade Federal de Mato Grosso UFMT.

Shozo Shiraiwa, UFMT

Doutor em Geofísica pela Universidade de São Paulo (1994). Atualmente é Professor Colaborador na Universidade Federal de Mato Grosso. Orienta alunos de Pós-Graduação em Física Ambiental e em Recursos Hídricos na UFMT. Trabalha com Geofísica Aplicada a estudos ambientais além de geologia, atuando principalmente com os seguintes métodos: eletromagnéticos indutivo, GPR, gravimetria, magnetometria e eletroresistividade.